Práticas multiletradas potencializadas com uso das tecnologias digitais no contexto do Profletras /Região Centro-Oeste

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/1984-8412.2020v17n2p4878

Palavras-chave:

Letramentos, Multiletramentos, Interfaces digitais, Cultura digital

Resumo

Este artigo analisa práticas multiletradas viabilizadas com uso das tecnologias digitais pelos docentes de língua portuguesa (LP), egressos das turmas 1 e 2 de duas unidades de pós-graduação stricto sensu Mestrado Profissional em Letras (PROFLETRAS), situadas na região Centro Oeste do país.  A busca pela melhoria das capacidades de letramentos dos estudantes de escolas brasileiras, na atualidade, traduz um dos desafios aos docentes que ingressam, sobretudo, no PROFLETRAS, dadas as amplas modificações nas práticas comunicativas. A pesquisa referencia-se nos princípios do método qualitativo-interpretativista (BORTONI-RICARDO, 2008). O corpus de análise compõe-se dos recortes de produções multiletradas viabilizadas como requisito do trabalho de conclusão (TC). Os dados da pesquisa apontam para a necessidade de o PROFLETRAS, as escolas e os professores de LP se atentarem para estudos das possibilidades de inserção das tecnologias digitais, com vistas a refletir sobre as concepções de língua/linguagem em tempos contemporâneos, em que outros perfis de leitor/escritor multiletrado caracterizam-se uma das exigências da atual sociedade.

 

 

Biografia do Autor

Albina Pereira de Pinho Silva, Universidade do Estado de Mato Grosso

Mestre e doutora em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul e pós-doutora em Letras pela Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), unidade universitária de Campo Grande. Professora efetiva da Universidade do Estado de Mato Grosso (UNEMAT). É líder do Grupo de Pesquisa Educação Científico-Tecnológica e Cidadania, é membro do GEPLIAS/CNPq - Grupo de Estudos e Pesquisas em Linguística Aplicada e Sociolinguística. É Professora permanente dos Programas de Pós-graduação Stricto Sensu Mestrado Acadêmico em Letras e Mestrado Profissional em Rede (PROFLETRAS), na UNEMAT, câmpus de Sinop. albina@unemat.br

 

Leandra Ines Seganfredo Santos, Universidade do Estado de Mato Grosso

Leandra Ines Seganfredo Santos é graduada em Pedagogia (UNEMAT), mestre em Estudos de Linguagem (UFMT), doutora em Estudos Linguísticos (UNESP/IBILCE) e pós-doutora em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem (PUC/SP). É professora adjunta na UNEMAT/Sinop, na área de Metodologia do Ensino, com experiência nos Cursos de Pedagogia e Letras, com ênfase em formação docente e ensino de línguas na Educação Básica. Professora permanente dos Programas de Mestrado Acadêmico em Letras e PROFLETRAS (UNEMAT). Endereço eletrônico: leandraines@unemat.br

 

Ruberval Franco Maciel, Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul

Ruberval Franco Maciel é doutor em Estudos Linguísticos e Literários de Inglês pela Universidade de São Paulo (USP), com doutorado sanduíche no Centre for Globalization and Cultural Studies - Univeristy of Manitoba - Canadá; Mestre em Linguística Aplicada pela University of Reading - Inglaterra; graduado em Letras (Português/Inglês) e bacharel em Tradutor/Intérprete pela UNIDERP. Atualmente é professor da graduação e Pós-graduação em Letras e Assessor de Relações Internacionais e Mobilidade Acadêmica da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS) e pesquisador externo associado do Centro de Globalização e Estudos Culturais da University of Manitoba no Canadá. Endereço eletrônico: ruberval.maciel@gmail.com

Referências

BABINSKI, E. X. L. Hiperconto: a releitura de contos africanos como motivação para o letramento literário. 128 f. Programa de Pós-graduação Profissional em Letras da Universidade do Estado de Mato Grosso, Sinop/MT, 2015.

BAKHTIN, M. Estética da criação verbal. Tradução Paulo Bezerra. 6. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2010.

BECKER, M. Processo de autoria: um percurso de oralidade e escrita. 104 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Letras) – Programa de Pós-graduação Profissional em Letras da Universidade do Estado de Mato Grosso, Sinop/MT, 2015.

BORTONI-RICARDO. S. M. O professor pesquisador: introdução à pesquisa qualitativa. São Paulo: Parábola Editorial, 2008.

BRITO, A. M. de S. Ensino de português na fronteira Brasil/Paraguay: valorização das línguas e das culturas. 74 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Letras) – Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, Campo Grande/MS, 2015.

BUNZEN, C. Reflexões sobre práticas de letramento digital nos livros didáticos de português para o ensino fundamental II. In: BUNZEN, C. (org.). Livro didático de português: políticas, produção e ensino. São Carlos: Pedro & João Editores, 2015. p. 107-128.

CANCLINI, N. G. Leitores, espectadores e internautas. Trad. Ana Goldberger. São Paulo: Iluminuras, 2008. Disponível em: http://everydayliteracies.net/files/NewLiteraciesSampler_2007.pdf. Acesso em: 18 set. 2016.

CASTELLS, M. A sociedade em rede. 6. ed. São Paulo: Paz e Terra, 1999.

CERVIERI, S. Práticas de letramento literário: uma proposta para o ensino fundamental. 69 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Letras) – Programa de Pós-graduação Profissional em Letras da Universidade do Estado de Mato Grosso, Sinop/MT, 2015.

CHARTIER, R. A aventura do livro: do leitor ao navegador. São Paulo: EDUNESP/Imprensa Oficial do Estado, 1997.

COSCARELLI, C. V.; KERSCH, D. F. Pedagogia dos multiletramentos: alunos conectados? novas escolas + novos professores. In: KERSCH, D. F.; COSCARELLI, C. V.; CANI, J. B. (org.). Multiletramentos e multimodalidade: ações pedagógicas aplicadas à linguagem. Campinas, SP: Pontes Editores, 2016. pp. 7-14.

COSTA, C. V. da. O facebook como espaço de circulação e socialização de textos de uma turma do 9º ano do ensino fundamental. 83 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Letras) – Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade do Estado de Mato Grosso, Sinop/MT, 2015.

DIAS ANTÔNIO, M. S. Radioface e multiletramentos: ferramentas pedagógicas para o desenvolvimento da produção textual oral e escrita. 112 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Letras) – Programa de Pós-graduação Profissional em Letras da Universidade do Estado de Mato Grosso, Sinop/MT, 2015.

FARIAS, D. A. F. A linguagem dos protestos: uma proposta pedagógica de SD por meio da análise discursiva dos cartazes das manifestações sociais. 95 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Letras) – Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade do Estado de Mato Grosso, Sinop/MT, 2015.

FREIRE, E. C. Letramento literário: a literatura africana e as novas tecnologias. 112 f. Programa de Pós-graduação Profissional em Letras da Universidade do Estado de Mato Grosso, Sinop/MT, 2015.

GIDDENS, A. Mundo em descontrole: o que a globalização está fazendo de nós. 2. ed. Rio de Janeiro: Record, 2002.

GONZALEZ ALÉM, A. O. F. O uso do blog nas aulas de língua portuguesa nas escolas municipais de Ponta Porã-MS. 77 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Letras) - Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, Campo Grande/MS, 2015.

KALAZANTIS, M.; COPE, B. Changing the role of school. In: COPE, B.; KALAZANTIS, M. (org.). Multiliteracies: literacy learning and design of social futures. New York: Routledge, 2006 [2000]. p. 121-148.

KRESS, G. Literacy in the new media age. London: Routledge, 2003.

LEMOS, A. Cibercultura: tecnologia e vida social na cultura contemporânea. 5. ed. Porto Alegre: Sulina, 2010.

LEMOS, A. Infraestrutura para a cultura digital. In: SAVAZONI, R.; COHN, S. (org.). Cultura digital.br. Rio de Janeiro, RJ: Azougue Editorial, 2009. p. 315. Disponível em: https://www.procomum.org/wp-content/uploads/2018/01/cultura-digital-br.pdf. Acesso em: 13 out. 2017.

LÉVY, P. As tecnologias da inteligência: o futuro do pensamento na era da informática. São Paulo: Editora 34, 1993.

MACIEL, R. F; PARREIRA ONO, F. T. Desaprendendo para aprender: questionamentos sobre a formação docente. In: SANTOS, L. I. S.; MACIEL, R. F.; FORTILLI, S. de C. (org.). Formação docente e ensino de língua portuguesa: resultados e perspectivas do/no Profletras – região Centro-Oeste. Cáceres, MT: UNEMAT Editora, 2017. p. 344.

MAISSIAT, J. et al. Interfaces digitais em objetos de aprendizagem: implicações na educação. In: Nuevas Ideas en Informática Educativa, TISE 2011, p. 144-149, 2011. Disponível em: http://www.tise.cl/volumen7/TISE2011/Documento19.pdf. Acesso em: 22 out. 2017.

MALAGUTI, N. M. Letramento literário na EJA: estratégia para a leitura e a escrita. 112 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Letras) – Programa de Pós-graduação Profissional em Letras da Universidade do Estado de Mato Grosso, Sinop/MT, 2015.

MAZOLINI, E. A. Práticas de multiletramentos: a revista escolar como suporte na(s)

(trans)formação(ões) identitária(s) de estudantes do ensino fundamental. 147 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Letras) – Programa de Pós-graduação Profissional em Letras da Universidade do Estado de Mato Grosso, Sinop/MT, 2015.

MOITA LOPES, L. P.; ROJO, R. Linguagens, códigos e suas tecnologias. In: BRASIL/MEC/SEB/DPEM. Orientações curriculares de ensino médio. Brasília: MEC/SEB/DPEM, 2004, p. 14-56. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/02Linguagens.pdf. Acesso em: 13 set. 2017.

OLIVEIRA, A. de. Textos multimodais em redes sociais: da leitura à produção de sentidos. 87 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Letras) – Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade do Estado de Mato Grosso, Sinop/MT, 2015.

OLIVEIRA, M. R. de. As HQs como ferramentas de incentivo à leitura e à produção textual. 110 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Letras) – Programa de Pós-graduação Profissional em Letras da Universidade do Estado de Mato Grosso, Sinop/MT, 2015.

ROCHA, S. A. da. A magia da palavra nas histórias orais e escritas: uma proposta de fruição literária. 171 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Letras) – Programa de Pós-graduação Profissional em Letras da Universidade do Estado de Mato Grosso, Sinop/MT, 2015.

ROJO, R. Letramentos múltiplos, escola e inclusão social. São Paulo: Parábola Editorial, 2009.

ROJO, R.; MOURA, E. (org.). Multiletramentos na escola. São Paulo: Parábola Editorial, 2012.

ROJO, R. Pedagogia dos multiletramentos: diversidade cultural e de linguagens na escola. In: ROJO, R.; MOURA, E. (org.). Multiletramentos na escola. São Paulo SP: Parábola Editora. 2012. p. 11-31.

ROJO, R. (org.). Escola conectada: os multiletramentos e as TICs. São Paulo: Parábola Editorial, 2013.

SABOIA, E. D. Propagandas e campanhas publicitárias em cartazes: uma proposta de leitura e produção textual. 267 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Letras) – Programa de Pós-graduação Profissional em Letras da Universidade do Estado de Mato Grosso, Sinop/MT, 2015.

SANTAELLA, L. Linguagens líquidas na era da mobilidade. São Paulo: Paulus, 2007.

SANTAELLA, L. Navegar no ciberespaço: o perfil cognitivo do leitor imersivo. São Paulo: Paulus, 2008.

SANTOS, Â. M. dos. O uso do hipertexto no estudo dos gêneros textuais orais e escritos. 104 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Letras) – Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, Campo Grande/MS, 2015.

SANTOS, L. I. S. Unidades mato-grossenses do PROFLETRAS: abrangência, resultados e perspectivas. Letras & Letras, Uberlândia, v. 32/2, p.16-45, jul./dez. 2016.

SANTOS, L. I. S.; SANTOS, L. A. O. dos. Crenças e expectativas tecidas pelos docentes-alunos de língua portuguesa do mestrado profletras. Signótica, Goiânia, v. 28, n. 2, p. 257-284, jul./dez. 2016.

SCRIMIM, P. S. da S. Rede social na escola: o facebook como ferramenta de incentivo à leitura e à produção textual. 83 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Letras) – Programa de Pós-graduação Profissional em Letras da Universidade do Estado de Mato Grosso, Sinop/MT, 2015.

SILVA, M. Sala de aula interativa: educação, comunicação, mídia clássica... 5. ed. São Paulo: Edições Loyola, 2010.

SILVA, A. J. da. O letramento literário: transcrição da poesia produzida em Mato Grosso em infopoema. 80 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Letras) – Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade do Estado de Mato Grosso, Sinop/MT, 2015.

SILVA, C. F. da. Processo de autoria: o uso da ferramenta digital pixton na produção do gênero história em quadrinhos. 67 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Letras) – Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade do Estado de Mato Grosso, Sinop/MT, 2015.

SILVA, A. P. de P. Formação continuada de professores para o projeto UCA: análise dos processos formativos prescritos, vivenciados e narrados. 330 f. Tese (Doutorado em Educação) - Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2014.

SILVA, A. P. de P.; SANTOS, L. I. S. Formação continuada de docentes de língua portuguesa de escolas públicas brasileiras: o Profletras e a perspectiva dos multiletramentos, 2018, no prelo.

SOUZA, M. S. A. A. B. Alunos leitores: uma experiência prazerosa. 62 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Letras) – Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, Campo Grande/MS, 2015.

SOUZA, M. M. S. de. Multiletramentos e o uso do rádio na escola: a leitura e a escrita nesse processo. 147 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Letras) – Programa de Pós-graduação Profissional em Letras da Universidade do Estado de Mato Grosso, Sinop/MT, 2015.

TEIXEIRA, F. E. V. Gêneros Textuais escritos e orais – celular uma mídia possível? 85 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Letras) - Programa de Pós-graduação da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, Campo Grande/MS, 2015.

TORALES, F. A. O texto literário na escola como instrumento de incentivo à leitura e de avanço linguístico e cultural. 120 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Letras) – Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, Campo Grande/MS, 2016.

VIANA, L.Z.F. da S. A produção de jornal no 6º ano do ensino fundamental. 152f. Dissertação (Mestrado Profissional em Letras) – Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, Campo Grande/MS, 2015.

WEBER, M. O multiletramento e as tecnologias digitais: constituição de uma identidade autora. 136 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Letras) – Programa de Pós-graduação Profissional em Letras da Universidade do Estado de Mato Grosso, Sinop/MT, 2015.

Downloads

Publicado

2020-09-02

Edição

Seção

Artigo