Análise da relação do IGC com o nível de integração virtual nas IES de melhor desempenho no Brasil

Bruno César Linhares da Costa Silva, Isadora Rebeca Andrade de Souza, Natália Veloso Caldas de Vasconcelos, Jamerson Viegas Queiroz, Fernanda Cristina Queiroz, Dalliane Vanessa Pires Andrade

Resumo


O Sistema de Ensino Superior se constitui sob uma base multidimensional para atendimento de diversas necessidades de transformação dos diversos atores da sociedade. No Brasil, o SINAES – Sistema Nacional de Avaliação Ensino Superior – busca essa perspectiva e, para isso, utiliza, além de outros índices e métodos de avaliação, do IGC – Índice Geral de Cursos – o qual resume em um único indicador, para cada universidade, os resultados particulares dos cursos de graduação, mestrado e doutorado. Nesse sentido, definiu-se como objetivo deste estudo verificar a relação do Índice Geral de Cursos (IGC) com o nível de integração virtual com os egressos das universidades que conseguiram os melhores índices (entre 4 e 5). Assim, fez-se uso de uma abordagem metodológica do tipo qualitativa com objetivos de caráter exploratório através de pesquisas bibliográfica e documental. Por fim, conclui-se que a existência de uma página eletrônica que mantêm um vinculo com o egresso não influencia no Índice Geral de Curso.


Palavras-chave


Ensino superior; Qualidade; Avaliação; Egressos.

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/1983-4535.2012v5n1p48

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

Revista Gestão Universitária na América Latina - GUAL, ISSN 1983-4535, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.

Para entrar em contato com a equipe editorial da Revista GUAL, encaminhe um e-mail para revistagual@gmail.com.

 This obra is licensed under a Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.