Empresas Juniores: o processo de institucionalização em universidades públicas do Ceará

Emanuel Dheison dos Santos Penha, Mariana de Melo Alexandre, Augusto Cézar de Aquino Cabral, Sandra Maria dos Santos, Maria Naiula Monteiro Pessoa

Resumo


http://dx.doi.org/10.5007/1983-4535.2015v8n1p1

Essa pesquisa tem por objetivo investigar o processo de institucionalização das empresas juniores (EJs) das universidades públicas do Ceará, tendo como modelo o processo de institucionalização de Tolbert e Zucker (1999) em suas três fases: habituação, objetificação e sedimentação. A pesquisa, além de ser bibliográfica, classifica-se como um estudo descritivo, de natureza qualitativa e quantitativa. O estudo foi realizado em 10 EJs do Ceará. Na coleta de dados, foram utilizados questionários, aplicados junto aos membros, e entrevistas com os presidentes das EJs. Os resultados apontam que a principal motivação para o surgimento das EJs nas universidades públicas do Ceará foi a necessidade de aliar a teoria à prática. Os principais atores no processo destas entidades foram os alunos. Não há grupos de resistência, porém há uma ameaça em relação à perspectiva de continuidade devido a alta rotatividade na EJ. As EJs estão entre as fases de objetificação e sedimentação e que as características isomórficas, entre EJs, estão relacionadas ao compartilhamento das boas práticas de gestão.


Palavras-chave


Empresa júnior; Instituicionalização; Universidade públicas

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/1983-4535.2015v8n1p1

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Gestão Universitária na América Latina - GUAL, ISSN 1983-4535, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.

Para entrar em contato com a equipe editorial da Revista GUAL, encaminhe um e-mail para revistagual@gmail.com.

 This obra is licensed under a Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.