Managerialism na gestão universitária: implicações do planejamento estratégico segundo a percepção de gestores de uma universidade pública

Autores

  • Lucilaine Pascuci Universidade Federal do Espírito Santo - UFES
  • Victor Meyer Jr. Doutor em Gestão Universitária, professor e pesquisador da Pontifícia Universidade Católica do Paraná - PUCPR
  • Bianca Magioni Universidade Federal do Espírito Santo - UFES
  • Rennan Senna Universidade Federal do Espírito Santo - UFES

DOI:

https://doi.org/10.5007/1983-4535.2016v9n1p37

Palavras-chave:

Managerialism, Planejamento estratégico, Gestão Universitária, Universidades públicas

Resumo

A transição do modelo de administração pública burocrático para um modelo gerencial  mais efetivo tem exigido uma nova postura das universidades públicas. Em resposta à cobrança por resultados e ao novo cenário, mais exigente e competitivo, tem sido crescente a utilização, na gestão universitária, de abordagens gerenciais oriundas do mercado denominadas de managerialism. Todavia, tais práticas têm se mostrado inadequadas, perdendo muito de sua eficácia por desconsiderarem a complexidade organizacional de universidades, em especial, públicas. O objetivo deste estudo é analisar as contribuições e limitações do Planejamento Estratégico, na percepção dos gestores de uma universidade pública. Dados foram coletados por meio de entrevistas, observação não participante e documentos. Os resultados evidenciam um consenso por parte da gestão e das unidades acadêmicas quanto à necessidade e às contribuições da profissionalização da gestão pública. Indicam, porém, que a ambiguidade das políticas públicas e a excessiva regulamentação do governo federal aliadas à complexidade da organização acadêmica se constituem em sérios limitadores para o sucesso de práticas managerialistas como o planejamento estratégico. As conclusões revelam que a efetividade dessa abordagem gerencial requer adequação da racionalidade implícita no modelo às especificidades das organizações acadêmicas, como condição para que os esforços possam produzir os benefícios esperados.

Biografia do Autor

Lucilaine Pascuci, Universidade Federal do Espírito Santo - UFES

Doutora em Administração, professora do Departamento de Administraçao e pesquisadora do Programa de Pós-Graduação em Administração (Mestrado e Doutorado) da UFES.

Victor Meyer Jr., Doutor em Gestão Universitária, professor e pesquisador da Pontifícia Universidade Católica do Paraná - PUCPR

Professor do Curso de Administração e pesquisador vinculado ao Programa de Mestrado e Doutorado em administração da Pontifícia Universidade Católica do Paraná - PUCPR

Bianca Magioni, Universidade Federal do Espírito Santo - UFES

Administradora pela Universidade Federal do Espírito Santo - UFES.

Rennan Senna, Universidade Federal do Espírito Santo - UFES

Administrador pela Universidade Federal do Espírito Santo - UFES.

Downloads

Publicado

2016-04-13

Edição

Seção

Artigos