Pesquisadores brasileiros que publicam em periódicos internacionais: qual sua formação acadêmica?

Autores

  • Sandro Vieira Soares Universidade de São Paulo - USP
  • Silvia Pereira de Castro Casa Nova Universidade de São Paulo - USP

DOI:

https://doi.org/10.5007/1983-4535.2017v10n1p125

Palavras-chave:

Formação acadêmica, Periódicos internacionais, Pesquisadores brasileiros, Internacionalização, Avaliação acadêmica, Comunicação científica

Resumo

Publicar em um periódico internacional de alto impacto é como um sonho realizado, compartilhado por muitos professores, estudantes e diretores de programas de pós-graduação de diferentes nacionalidades. Este artigo tem como objetivo identificar as características dos autores que publicaram em revistas internacionais de alto impacto. Especificamente, o escopo deste estudo foi de autores afiliados a prestigiados programas de pós-graduação em Administração, Ciências Contábeis e Turismo no Brasil. A pesquisa foi realizada com base nos Relatórios de Avaliação do Ministério da Educação, currículos dos autores, estatística descritiva e testes estatísticos. Os testes indicaram que não há diferença significativa entre o número médio de artigos publicados por autor com formação no Brasil e no exterior, nos níveis de graduação, mestrado e pós-doutorado. Descobrimos que apenas o número médio de publicações de autores com doutorado completo no exterior é significativamente maior do que o número médio de publicações de autores com doutorado completo no Brasil. O número médio de publicações de doutores que fizeram parte de seu doutorado no exterior ficou em uma área cinzenta em nossos resultados, que não diferiu do número médio de publicações de quem concluiu seu doutorado exclusivamente no Brasil ou totalmente no exterior.

Biografia do Autor

Sandro Vieira Soares, Universidade de São Paulo - USP

Mestre em Contabilidade pela Universidade de São Paulo - USP.

Silvia Pereira de Castro Casa Nova, Universidade de São Paulo - USP

Doutora em Controladoria e Contabilidade pela Universidade de São Paulo - USP.

Downloads

Publicado

2017-02-20

Edição

Seção

Artigos