Imersão internacional: uma avaliação de intercambistas de mestrado profissional

Alexandre Nascimento Almeida, André Nunes, Andréa de Oliveira Gonçalves, Luiz Honorato da Silva Junior

Resumo


A internacionalização de cursos das universidades envolve o fluxo de pessoas, informações e, eventualmente, recursos que se movem, tanto na direção das instituições estrangeiras com as quais se mantêm laços de cooperação acadêmica, quanto na direção oposta. Esse processo pode acarretar vantagens acadêmicas pela melhoria da formação, do ensino e da pesquisa e necessita ser continuamente avaliado a fim de aperfeiçoar os seus benefícios. Nesse sentido, este trabalho apresenta uma avaliação da iniciativa de imersão internacional de um mestrado profissional conforme a percepção do discente. Após 15 dias de atividades em Portugal, 26 alunos responderam um questionário com perguntas relacionadas à efetividade da imersão. Em geral, os resultados indicaram uma contribuição extremamente importante para a maioria das atividades realizadas, sugerindo uma relação de benefício/custo muito favorável da atividade. A principal dificuldade apontada pelos discentes para participação na imersão esteve relacionada à limitação e burocracia para obtenção de recursos em suas instituições de trabalho.


Palavras-chave


Internacionalização; Universidade; Avaliação discente

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/1983-4535.2017v10n1p280

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

Revista Gestão Universitária na América Latina - GUAL, ISSN 1983-4535, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.

Para entrar em contato com a equipe editorial da Revista GUAL, encaminhe um e-mail para revistagual@gmail.com.

 This obra is licensed under a Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.