Extensão em administração na Unioeste, campus Francisco Beltrão: alinhamento ou fragmentação na formação?

Gilberto Francisco Ceretta, Rosane Calgaro, João Carlos da Cunha

Resumo


A extensão constitui um dos elementos do tripé considerado fundamental na formação superior aliada ao ensino e à pesquisa. O objetivo deste artigo foi uma análise das práticas de extensão da Universidade Estadual do Oeste do Paraná – Unioeste, com foco nos projetos desenvolvidos no Curso de Administração do campus de Francisco Beltrão. A pesquisa se caracterizou como qualitativa, sendo os dados primários obtidos através de entrevistas com coordenadores dos projetos em atividade, caracterizando-se como um estudo de corte transversal. Os dados foram analisados através da análise de conteúdo. A apresentação da estrutura voltada à extensão se deu através da consulta a documentos do Conselho de Pesquisa e Ensino e Extensão (CEPE) e resoluções que regulamentam tais atividades. Complementam os dados secundários do estudo os projetos das atividades em vigência no Curso de Administração no campus Francisco Beltrão. Os resultados, sob um primeiro olhar, apontam alinhamento das práticas extensionistas da Unioeste, de forma ampla, e, especificamente, do Curso de Administração do campus Francisco Beltrão. Entretanto, em uma perspectiva crítica, o estudo revela ausência de articulação da extensão com o ensino e a pesquisa, corroborando com a fragmentação na formação superior em administração.

Palavras-chave


Prática extensionista; Curso de administração; Tripé universitário

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/1983-4535.2017v10n3p121

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

Revista Gestão Universitária na América Latina - GUAL, ISSN 1983-4535, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.

Para entrar em contato com a equipe editorial da Revista GUAL, encaminhe um e-mail para revistagual@gmail.com.

 This obra is licensed under a Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.