A utilização das práticas de gestão do conhecimento e facilitadores estratégicos em uma instituição de ensino superior

Autores

  • Luiz Carlos da Silva Oliveira Universidade de Brasilia - UnB Universidade Federal de Goiás - UFG
  • Eda Castro Lucas de Souza Universidade de Brasília - PPGA

DOI:

https://doi.org/10.5007/1983-4535.2018v11n2p319

Palavras-chave:

Prática de gestão do conhecimento, Facilitadores Estratégicos, Instituição de ensino superior

Resumo

Este estudo visa verificar a utilização de facilitadores estratégicos como instrumento de apoio às práticas de gestão do conhecimento em instituição de ensino superior. É apresentado um referencial teórico sobre prática de gestão do conhecimento e os facilitadores estratégicos: liderança, cultura, tecnologia de informação e desempenho. A natureza da pesquisa é quantitativa e o instrumento utilizado foi uma versão modificada da ferramenta de avaliação da gestão do conhecimento desenvolvido pela Arthur Andersen Consulting e o Centro de Qualidade e Produtividade Americana (APQC) e os dados foram coletados entre os meses de setembro a novembro de 2015. Os resultados indicam que existem diferenças significativas no grau de importância e uso de práticas de gestão do conhecimento. Da mesma forma, a importância e a utilização dos principais facilitadores estratégicos revelam diferenças significativas, sugerindo que desempenho, cultura, liderança e tecnologia da informação são importantes para as práticas de gestão do conhecimento e os processos de conhecimento (geração, codificação e transferência) necessitam da tecnologia da informação como suporte de gestão e medição de desempenho.

Biografia do Autor

Luiz Carlos da Silva Oliveira, Universidade de Brasilia - UnB Universidade Federal de Goiás - UFG

Professor Assistente da FACE/UFG, Mestre em Ciências Contábeis e Doutorando em Administração - UnB.

Eda Castro Lucas de Souza, Universidade de Brasília - PPGA

Professora Associada da UnB, Doutora em Sociologia pela UnB/FLACSO, Pós-doutorado na Universidade Federal do Rio Grande do Sul, na École dês Hautes Etudes Comerciares de Montreal, Canadá, no CERGAM (Equipe management international - FEA) Université Paul Cézanne, Aix-Marseille III, e no Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade de Lisboa, Portugal (ISCSP/UL). 

Downloads

Publicado

2018-06-11

Edição

Seção

Artigos