Lições aprendidas em projetos como estratégia de sistematização do conhecimento organizacional: um estudo de caso de uma universidade pública federal

Autores

  • Fábio Silva Figueiredo Universidade Federal de Juiz de Fora (vínculo: servidor) Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (vínculo: pesquisador)
  • Américo Costa Ramos Filho Universidade Federal Fluminense (Vínculo: professor); Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (vínculo: professor/pesquisador)

DOI:

https://doi.org/10.5007/1983-4535.2018v11n3p63

Palavras-chave:

Administração pública, Consultoria interna, Gestão do conhecimento, Gestão de projetos, Lições aprendidas

Resumo

Gerenciar o Conhecimento organizacional ainda é desafiador para as organizações públicas atuais: gerenciá-lo em projetos de Consultoria Interna pode ser ainda mais trabalhoso. A organização estudada é uma Universidade Pública Federal, que enfrentou um grande crescimento organizacional nos últimos anos. Para acompanhar esse desenvolvimento, esta organização adotou uma estratégia de gestão baseada em Consultoria Interna. Esse modelo trouxe consigo, além dos benefícios próprios da Consultoria Interna, um expressivo aumento do conhecimento organizacional que passou a ser rotineiramente criado por essa equipe. Assim, percebeu-se uma lacuna estratégica na determinação de uma ferramenta que fosse capaz de sistematizar este conhecimento. Tendo como base o modelo de conversão do conhecimento de Nonaka e Takeuchi (1997), buscou-se investigar como os projetos de consultoria podem se valer da prática de lições aprendidas para a efetiva Gestão do Conhecimento no âmbito desses projetos. A pesquisa é um estudo de caso único, aplicada, descritiva e qualitativa. Identificou-se que a aplicação das lições aprendidas à Gestão do Conhecimento está intrinsecamente ligada à dinâmica de interação entre o conhecimento tácito e explícito que esta prática pode proporcionar. A conclusão do estudo é que as lições aprendidas sistematizam o conhecimento em equipes de consultoria no momento em que esta é uma ferramenta capaz de criar uma dinâmica de interações entre os indivíduos que perpassa toda a espiral de criação do conhecimento em um movimento ascendente e contínuo.

Biografia do Autor

Fábio Silva Figueiredo, Universidade Federal de Juiz de Fora (vínculo: servidor) Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (vínculo: pesquisador)

Mestre em Gestão e Estratégia pela UFRRJ (2016), Especialista em Gestão de Projetos pela UFJF (2011) e Administrador de Empresas pela Faculdade de Ciências Gerenciais de Santos Dumont (2007). Ocupa o cargo de Administrador junto à Pró-reitoria de Planejamento da Universidade Federal de Juiz de Fora. Desde fevereiro de 2016, ocupa o cargo de Coordenador do Escritório de Processos da UFJF, unidade administrativa que tem como missão implantar a Gestão por Processos na UFJF com ênfase na automação de processos. Na área Acadêmica, atua como Tutor a Distância em várias disciplinas do curso de Administração Pública a distância da UFJF (PNAP) tendo ministrado também, ao longo dos últimos anos, uma série de cursos e treinamentos internos voltados aos Técnicos Administrativos e Docentes da UFJF.

Américo Costa Ramos Filho, Universidade Federal Fluminense (Vínculo: professor); Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (vínculo: professor/pesquisador)

Américo da Costa Ramos Filho é Doutor em Administração pela Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas da Fundação Getúlio Vargas. Administrador e Engenheiro Eletricista de Sistemas de Potência pela Universidade Federal Fluminense. Professor Adjunto III do Departamento de Administração da Universidade Federal Fluminense. Administrador Sênior do Centro de Pesquisa e Desenvolvimento Leopoldo Américo Miguêz de Mello - CENPES, Petrobras, na área de Estratégia Tecnológica. Professor do Programa de Mestrado em Gestão e Estratégia da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Tem 30 anos de experiência profissional e acadêmica na área de Administração, com foco em Gestão e Estratégia e interesse nos seguintes temas: Competências e Efetividade em Organizações; Conhecimento, Aprendizagem e Inovação nas Organizações; Educação e Gestão Pessoal do Conhecimento nas Organizações; Dinâmica e Ambiente Organizacional; Prospectiva e Estratégia das Organizações.

Downloads

Publicado

2018-09-04

Edição

Seção

Artigos