Um estudo exploratório dos regimes acadêmicos adotados por instituições privadas de ensino superior no Brasil

Camilo José Bornia-Poulsen, Denise Lindstrom Bandeira

Resumo


Este artigo apresenta um estudo exploratório acerca dos regimes acadêmicos adotados no Brasil por instituições privadas de Ensino Superior. O objetivo é analisar cada sistema, seriado ou por disciplina, identificando vantagens e desvantagens. A decisão por determinado regime impacta diretamente nas estratégias de captação e manutenção de alunos, na capacidade de resposta às exigências do mercado pelos serviços educacionais, e na estrutura administrativa da instituição. Para atingir o objetivo proposto, empreendeu-se uma pesquisa exploratória de natureza qualitativa, mediante entrevistas individuais em profundidade com profissionais de instituições privadas de Ensino Superior, visando capturar a percepção acerca dos seus respectivos regimes nas seguintes dimensões de análise: Administrativa, Pedagógica, Aluno e Competitividade. Os resultados apontam a adoção do regime por disciplina como tendência dentre as instituições brasileiras. Este trabalho pretende auxiliar o processo decisório de instituições que discutem permanentemente qual regime responde melhor aos seus desafios, além de estimular a comunidade acadêmica a desenvolver modelos alternativos que superem as limitações atualmente encontradas.


Palavras-chave


Ensino superior; Regimes acadêmicos; Gestão acadêmica; Processo decisório

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/1983-4535.2015v8n3p305

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

Revista Gestão Universitária na América Latina - GUAL, ISSN 1983-4535, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.

Para entrar em contato com a equipe editorial da Revista GUAL, encaminhe um e-mail para revistagual@gmail.com.

 This obra is licensed under a Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.