MICRO E PEQUENAS EMPRESAS INOVADORAS DO RS: ANÁLISE DO SEU PROCESSO DE INOVAÇÃO E RESULTADOS

Conteúdo do artigo principal

Laura Marques Prandi
https://orcid.org/0000-0002-8347-8362
Cíntia Wilke Franco
https://orcid.org/0000-0002-8325-8669
Natália Eloísa Sander
https://orcid.org/0000-0002-4962-8910
Peter Bent Hansen
https://orcid.org/0000-0003-2361-3574
Demian Kapelius Steren
https://orcid.org/0000-0002-8896-2858

Resumo

Objetivo: A inovação se tornou um aspecto relevante para o meio empresarial nas últimas décadas, incluindo as micro e pequenas empresas (MPEs). Porém, o processo de inovação das MPEs ainda carece de uma melhor compreensão. O objetivo deste artigo é apresentar os resultados de uma pesquisa sobre as práticas e formas do processo de inovação em MPEs inovadoras do RS.Design/Metodologia/Abordagem: Foi realizada uma pesquisa exploratória com 11 MPEs, por meio de entrevistas em profundidade com seus gestores e posterior análise temática de conteúdo dos dados, tomando por base o Modelo de Diagnóstico da Organização Inovadora da FGV/EAESP e apoio do software de análise N Vivo versão 12.Resultados: Os principais resultados indicam que as competências Pessoas e Processo de Inovação mostraram baixa presença ou mesmo inexistência nas MPEs pesquisadas, quando comparadas às demais competências, Liderança, Meio Inovador e Resultados. Também foi possível identificar certa diferença de orientação do processo de inovação de MPEs da indústria e de serviços.Originalidade/valor: Ainda são relativamente poucas as tentativas de organizar o conhecimento existente sobre o processo de inovação em um único modelo, e tais tentativas são, em sua maioria, centradas em empresas de grande porte. Nesse sentido, a importância desse estudo se justifica pelo seu foco na aderência de um modelo reconhecido de análise do processo de inovação ao contexto de MPEs, as quais possuem um papel crescentemente relevante em termos de inovação e ambiente sócio-econômico.

Detalhes do artigo

Seção
Artigos
Biografia do Autor

Laura Marques Prandi, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Mestranda –  Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção – Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

Cíntia Wilke Franco, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Doutoranda – Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção – Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

Natália Eloísa Sander, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Mestranda –  Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção – Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

Peter Bent Hansen, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Doutor em Engenharia de Produção – Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção – Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

Demian Kapelius Steren, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Mestrando –  Programa de Pós-Graduação em Administração – Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)