Mídia e educação em Portugal: campos em confronto

Antonio Francisco Ribeiro Freitas

Resumo


 

Este artigo objetiva refletir sobre as visões divergentes que a cobertura midiática das questões educativas vêm provocando em Portugal. Os teóricos da Educação argumentam que os comentadores ou articulistas portugueses mais influentes, que atuam nos jornais Expresso e Público, são parciais em suas análises, estão a serviço do neoliberalismo e desqualificam constantemente a atividade docente, bem como a produção dos investigadores da Educação. Enfim, o presente trabalho objetiva desvelar os conflitos existentes hoje nos campos da Mídia e da Educação na sociedade portuguesa.


Palavras-chave


Mídia; Jornalismo; Discurso midiático; Media

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5007/1984-6924.2008v5n2p197

(Est-s Jorn. Mid.), Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSNe 1984-6924.

Licença Creative Commons