Autorreferência na imprensa: jornalismo “de primeira” e de “segunda classe”

Márcia Franz Amaral

Resumo


 

O trabalho analisa slogans e manchetes autorreferenciais de jornais que pressupõem uma representação estereotipada do leitor classe C pelo segmento popular da grande imprensa. Demonstra estratégias de fixação dos leitores classe C num lugar circunscrito em que o jornalismo de qualidade raramente tem vez.


Palavras-chave


Autorreferência; Jornalismo Popular; Estereótipo

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5007/1984-6924.2010v7n2p342

(Est-s Jorn. Mid.), Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSNe 1984-6924.

Licença Creative Commons