Sob a superfície dos fatos, a complexidade de seu significado: o desafio da narrativa no Jornalismo Cultural

Autores

  • José Salvador Faro Universidade Metodista de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.5007/1984-6924.2011v8n2p406

Palavras-chave:

Jornalismo cultural, Narrativas, Internet

Resumo

 

O trabalho opera com duas variáveis teóricas que se interrelacionam na análise dos desafios das narrativas produzidas pelo Jornalismo Cultural contemporâneo: a perda da centralidade da autoria da crítica em consequência da expansão do texto na internet e, em razão disso, a redução de referências intelectuais da sua audiência. A hipótese, a ser eventualmente comprovada em pesquisa empírica, é a de que a crítica cultural, por conta desse duplo processo, produza textos progressivamente mais herméticos e acadêmicos esvaziando-se de sua dimensão social junto ao público

Biografia do Autor

José Salvador Faro, Universidade Metodista de São Paulo

Possui graduação em História pela Universidade de São Paulo (1973), mestrado em Comunicação Social pela Universidade Metodista de São Paulo (1992) e doutorado em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo (1996). Atualmente é assistente doutor da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) e professor adjunto da Universidade Metodista de São Paulo (UMESP). Atua nos cursos de graduação em jornalismo nas duas instituições e é docente do programa de pós-graduação em Comunicação da UMESP. Tem experiência na área de Comunicação, com ênfase em jornalismo; trabalha com projetos de pesquisa em história da comunicação, jornalismo investigativo, jornalismo cultural e ensino e pesquisa em comunicação.

Downloads

Publicado

2011-09-09