Considerações sobre a distribuição multiplataforma e suas afetações nos contratos de comunicação propostos em Zero Hora

Vivian de Carvalho Belochio

Resumo


 

Este artigo expõe análise sobre as interferências da distribuição multiplataforma nas propostas dos contratos de comunicação realizadas ao público pela empresa jornalística gaúcha Zero Hora. Considera-se a possibilidade de que esses contratos são ampliados na convergência com meios digitais. A pesquisa é inspirada na teoria do contrato de comunicação e nos princípios da análise de discurso semiolinguística. Envolve a exposição de observação qualitativa indireta de 18 edições do jornal Zero Hora, 18 edições de Zero Hora.com, 18 edições de Zero Hora no iPad e 18 edições de Zero Hora no iPhone. Também inclui entrevistas semiestruturadas com membros da redação de Zero Hora.


Palavras-chave


Convergência jornalística; Contrato de comunicação; Zero Hora

Texto completo:

Artigo


DOI: https://doi.org/10.5007/1984-6924.2015v12n1p29

(Est-s Jorn. Mid.), Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSNe 1984-6924.

Licença Creative Commons