Muita cena e pouca comunicação política? A Marcha das Vadias nos portais de notícias e a questão do reconhecimento Too much scene and too little political communication? The Slut Walk on news portals and the question of recognition

Kelly Prudencio, Carla Rizzotto, Michele Silva

Resumo


 

A Marcha das Vadias (MV) é uma mobilização de cunho feminista que se manifesta publicamente pela liberdade e autonomia das mulheres e contra a violência de gênero, caracterizando uma luta por reconhecimento. Quando ganham as ruas, as manifestações recebem cobertura jornalística, dando à marcha visibilidade necessária para iniciar um processo de comunicação política. Neste artigo, observa-se como as demandas da MV são enquadradas nas notícias produzidas nos portais de notícias G1,Folha de São Paulo e Estadão durante o ano de 2013. A análise do enquadramento está baseada nos critérios estabelecidos por Entman (1993, 2004) e a discussão dos resultados se fundamenta na teoria tridimensional de Nancy Fraser (2007). Os resultados mostram que apesar da performance visual da MV garantir imagens nos jornais, as notícias sobre ela se restringem à pauta básica, o que interfere na qualidade da comunicação política e também na luta pelo reconhecimento.


Palavras-chave


Enquadramento Noticioso; Reconhecimento; Marcha das Vadias

Texto completo:

ARTIGO


DOI: https://doi.org/10.5007/1984-6924.2016v13n1p89

(Est-s Jorn. Mid.), Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSNe 1984-6924.

Licença Creative Commons