Protagonismo juvenil em áudio e vídeo: o movimento Ocupa nas telas do computador e da tevê

Beatriz Becker, Igor Waltz, Rafael Pereira da Silva, Giovanni Codeça

Resumo


http://dx.doi.org/10.5007/1984-6924.2016v13n2p8

Amparado pelas dimensões teórico-metodológicas da Análise Televisual e de Mídia e Educação, este trabalho reflete sobre a participação estudantil na produção informativa audiovisual a respeito do cenário educacional do Rio de Janeiro, focalizando o protagonismo dos alunos da Escola Estadual Prefeito Mendes de Moraes no movimento Ocupa. A partir de um estudo comparativo de conteúdos e formatos audiovisuais publicados no canal do YouTube criado pelos estudantes e de reportagens de telejornais locais disponibilizadas no GloboPlay sobre a ocupação, este artigo discute como esse acontecimento foi construído no ambiente midiático e identifica tendências atuais de enunciação de narrativas jornalísticas audiovisuais decorrentes da hibridização de linguagens e formatos nas telas do computador e da televisão.


Palavras-chave


narrativas jornalísticas audiovisuais; protagonismo juvenil; movimento Ocupa

Texto completo:

ARTIGO


DOI: http://dx.doi.org/10.5007/1984-6924.2016v13n2p8

(Est-s Jorn. Mid.), Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSNe 1984-6924.

Licença Creative Commons