A experiência da monitoração de rádio em Porto Alegre

Sandra Deus

Resumo


Entre janeiro de 1989 e setembro de 1990, a Administração Popular de Porto Alegre, constituída pela Frente Popular, uma composição de partidos de esquerda liderada pelo Partido dos Trabalhadores, decidiu não investir na mídia. A estratégia do governo através da comunicação concentrou-se em uma disputa que incluiu a suspensão de toda a verba publicitária. No período que durou quase dois anos (janeiro /89 a setembro/90) os espaços na mídia, especialmente no rádio, eram viabilizados através da resposta às reclamações dos ouvintes. As emissoras de rádio foram monitoradas e toda a intervenção do ouvinte com reivindicações relacionadas ao governo era respondida imediatamente através de um sistema que se denominou de Monitoração de Rádio.

Palavras-chave


Comunicação, Política; Rádio; Communication; Politics; Radio

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5007/%25x

(Est-s Jorn. Mid.), Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSNe 1984-6924.

Licença Creative Commons