Política e jornalismo na imprensa alternativa

Autores

  • Eloísa Joseane da Cunha Klein Universidade Vale do Rio dos Sinos

DOI:

https://doi.org/10.5007/%25x

Resumo

O artigo reflete sobre as relações entre o campo da política e da comunicação, a partir da imprensa alternativa brasileira que atuou na contestação do regime militar, entre os anos 1960 e 1980. Para tanto, trabalha noções básicas sobre o que é a imprensa alternativa deste período, quais suas características e de sua construção como ação social, com determinação na formação do espaço público. O texto pontua aspectos da aproximação entre o campo do jornalismo e da política e discute a possibilidade de escapar da tendência imediata de pressupor a instrumentalização da comunicação pelos grupos que atuavam nos alternativos. Analisa a participação da comunicação na construção da esfera pública e na afirmação da democracia. Argumenta, por fim, com base nas considerações expostas, que a imprensa alternativa, em vez de servir a uma colonização do campo do jornalismo pela política, contribui para a sua afirmação.

Biografia do Autor

Eloísa Joseane da Cunha Klein, Universidade Vale do Rio dos Sinos

É jornalista , mestranda, aluna do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação da Unisinos

Downloads

Publicado

2008-06-16

Edição

Seção

Núcleo Temático