A blindagem midiática como dispositivo de enunciação

Autores

  • Ada Cristina Machado Silveira Universidade Federal de Santa Maria http://orcid.org/0000-0002-7554-2248
  • Clarissa Schwartz Universidade Federal de Santa Maria
  • Carlos Renan Sanchotene Universidade Estadual de Minas Gerais

DOI:

https://doi.org/10.5007/1984-6924.2021.59588

Palavras-chave:

Blindagem Midiática, Midiatização, Dispositivo

Resumo

O texto dedica-se ao estudo de um termo posto em voga na cobertura jornalística brasileira em tempos recentes, o de blindagem propagada por via midiática. A noção surge no momento social, econômico e político do Brasil de efervescência de manifestações. A blindagem aqui tomada como dispositivo pode referir-se ao processo relativo ao contrato de comunicação ao deter propriedades de um dado suporte midiático, seu consequente produto e o conjunto de relações que seu reconhecimento pode engendrar. Ela caracterizaria uma dada estratégia editorial da mídia de referência que vem a ser denunciada por mídias alternativas e emergentes. A análise de ações envolvendo o uso do termo blindagem, seja na textualidade dos veículos jornalísticos (em suas versões on-line), seja na crítica propiciada pela mídia alternativa ou, ainda, nos comentários dos leitores (expressas em mídias sociais digitais), encaminha para a necessidade de aprofundamento do estudo no cenário da midiatização.

Biografia do Autor

Ada Cristina Machado Silveira, Universidade Federal de Santa Maria

Professora da UFSM, membro do PPG Comunicação. Colaboradora do mestrado profissional em Comunicação e Indústria Criativa da Unipampa e pesquisadora do CNPq, líder do Grupo de Pesquisa Comunicação, Identidades e Fronteiras.

Clarissa Schwartz, Universidade Federal de Santa Maria

Foi professora colaboradora do departamento de Ciências da Comunicação, bolsista CAPES-PNPD Institucional do PPG Comunicação e membro do Grupo de Pesquisa Comunicação, Identidades e Fronteiras da UFSM.

Carlos Renan Sanchotene, Universidade Estadual de Minas Gerais

Professor da Universidade Estadual de Minas Gerais. Foi bolsista DOCFIX CAPES-FAPERGS do PPG Comunicação junto ao Grupo de Pesquisa Comunicação, Identidades e Fronteiras da UFSM.

Referências

AGAMBEN, Giorgio. O que é o contemporâneo? e outros ensaios. Chapecó: Argos, 2009.

CHARAUDEAU, P. Identidade social e identidade discursiva, o fundamento da competência comunicacional. In: PIETROLUONGO, M. (Org.) O trabalho da tradução. Rio de Janeiro: Contra Capa, 2009.

CHARAUDEAU, P. Discurso das mídias. São Paulo: Contexto, 2013.

CHARAUDEAU, P. Estratégias de discurso. In: CHARAUDEAU. Patrick.; MAINGUENEAU, Dominique. Dicionário de análise do discurso. São Paulo: Contexto, 2014.

DEUZE, Mark; WITSCHGE, Tamara. Além do Jornalismo. Leituras do Jornalismo, Bauru, SP, v. 2, n. 2, 2015. Disponível em: https://www3.faac.unesp.br/leituras- dojornalismo/index.php/leiturasdojornalismo/article/view/74. Acesso em: 20 jan. de 2020.

FACEBOOK. Interpretação blinda Renan e outros investigados na Lava Jato. Disponível em: https://www.facebook.com/Veja/?fref=ts. Acesso em: 26 nov. 2016.

FACEBOOK. A Lava Jato está blindada. Disponível em: https://www.facebook. com/revistaISTOE/?fref=ts. Acesso em: 26 nov. 2016.

FACEBOOK. Mídia blinda Temer para mantê-lo no Planalto. Disponível em: https://www.facebook.com/Brasil247/?fref=ts. Acesso em: 26 nov. 2016.

FAUSTO NETO, Antônio. Fragmentos de uma analítica da midiatização. MATRIZes, São Paulo, Ano 1, n. 2, p. 53-91, abril de 2008.

FERREIRA, Jairo G. Mídia e conhecimento: objetos em torno do conceito de dispositivo. In: XXV Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação. Salvador, BA. Anais... São Paulo: Intercom, 2002.

FERREIRA, Jairo G. Dispositivos discursivos e o campo jornalístico. Ciberlegenda, Niteroi, v. 9, 2002b. Disponível em: https://periodicos.uff.br/ciberlegenda/arti- cle/view/36819/21394. Acesso em: 29 nov. 2016.

FONSECA, R. Mídia blinda Temer para mantê-lo no Planalto. Site Brasil 247. Disponível em: http://www.brasil247.com/pt/colunistas/ribamarfonseca/264171/M%- C3%ADdia-blinda-Temer-para-mant%C3%AA-lo-no-Planalto.htm. Acesso em: 26 nov. 2016.

FOUCAULT, Michel. Microfísica do poder. Rio de Janeiro: Graal, 1979.

FOUCAULT, Michel. Isto não é um cachimbo. São Paulo: Paz e Terra, 2014.

GREIMAS, Algirdas. A propósito do jogo. Tradução de Elizabeth Bastos Duarte. Verso e Reverso, São Leopoldo, n. 27, p. 119-124, 1999.

HJARVARD, Stig. Midiatização: teorizando a mídia como agente de mudança social e cultura. MATRIZes, São Paulo, Ano 5, n. 2, p. 53-91., jan./jun. de 2012.

MAINGUENEAU, Dominique. Análise de textos de comunicação. São Paulo: Cortez. 2001.

ORIGEM DA PALAVRA. SITE DE ETIMOLOGIA. Blindar. Disponível em: http:// origemdapalavra.com.br/site/palavras/blindar. Acesso em: 04 ago. 2014.

PERUZZO, Cicilia. Aproximações entre comunicação popular e comunitária e a imprensa alternativa no Brasil na era do ciberespaço. In: INTERCOM, 2008, Rio Gran- de do Norte. Anais... São Paulo: Intercom, 2008. Disponível em: http://www.inter- com.org.br/papers/nacionais/2008/resumos/R3-0716-1.pdf. Acesso em: 06 set. 2014.

VITÓRIA, Giséle. Torquato Jardim – A Lava Jato está blindada. In: Revista Isto É - Entrevista. Disponível em: http://istoe.com.br/lava-jato-esta-blindada. Acesso em: 26 nov. 2016.

REVISTA VEJA. Em meio a acordão para salvar Renan, Senado afirma que afastamento precisa de aval do plenário. In: Política (Da Redação). Disponível em: http:// veja.abril.com.br/politica/em-meio-a-acordao-para-salvar-renan-senado-afirma- -que-afastamento-precisa-de-aval-do-plenario. Acesso em: 26 nov. 2016.

SILVEIRA, Ada Cristina M. da; HARTMANN, Camila; SCHWARTZ, Clarissa. Polarização e blindagem midiática: o questionamento comunicacional da mediação jornalística. Index.comunicación, Madri, v. 10, n. 2, p. 83-114, 2020. Disponível em: https://journals.sfu.ca/indexcomunicacion/index.php/indexcomunicacion/ article/download/663/849/5679. Acesso em: 20 mai. 2020.

VALDETTARO, Sandra. Epistemología de la comunicación: una introducción crítica. Rosario: UNR, 2015.

VAN DIJCK, José; POELL, Thomas; DE WAAL, Martijn. The Platform Society: public values in a connective world. Nova York: Oxford University Press, 2018.

VERON, Eliseo. Esquema para el análisis de la mediatización. Revista Diálogos de la Comunicación, Lima-Peru, n. 48, 1997. Disponível em: https://comycult.files. wordpress.com/2014/04/veron_esquema_para_el_analisis_de_la_mediatizacion. pdf. Acesso em: 10 fev. de 2016.

Downloads

Publicado

2021-07-05