Autogestão: desafios políticos e metodológicos na incubação de empreendimentos econômicos solidários

Autores

  • Noëlle M. P. Lechat UNIJUÍ - Ijuí - RS
  • Eronita da Silva Barcelos UNIJUÍ - Ijuí - RS

Palavras-chave:

Autogestão, Economia solidária, Metodologia, Incubação, Self-management, Methodology, Solidarity economy, Incubation

Resumo

Após sobrevoar origens históricas da autogestão na França e no Brasil, o texto questiona a capacidade de os homens se autogerirem, ou a situação de que sem chefe não há sociedade viável. Recorre a Clastres para mostrar que, se o poder político é uma necessidade inerente à vida social, ele não precisa ser hierárquico. Não há natureza humana em si, mas nossa especificidade como ser humano é justamente nossa capacidade de transformar a nós mesmos e ao mundo. Para o movimento da economia solidária brasileira, a autogestão é um conceito central, pois marca distância com as relações capitalistas, assistencialistas e acena por uma democracia radical. A autogestão possui um caráter multidimensional (social, econômico, político e técnico) e, portanto, não basta querer implantar a autogestão, ainda é preciso criar as condições para a sua efetivação. O artigo apresenta, ainda, uma reflexão sobre a metodologia autogestionária praticada pelos membros de uma incubadora universitária de economia solidária.

Biografia do Autor

Noëlle M. P. Lechat, UNIJUÍ - Ijuí - RS

Possui graduação em Sociologia - Université Catholique de Louvain (1970), licenciatura em Sciences Sociales - Université de l'Etat à Liège (1978), mestrado em Antropologia Social (1993) e doutorado em Ciências Sociais (2004) pela UNICAMP. Atualmente é professor titular do Departamento de Ciências Sociais da UNIJUÍ e professora do Mestrado em Desenvolvimento onde integra a linha de pesquisa: Direito, cidadania e desenvolvimento. É coordenadora científica da Incubadora de Economia Solidária da UNIJUÍ.

Mais informações: Currículo Lattes - CNPq.

Eronita da Silva Barcelos, UNIJUÍ - Ijuí - RS

Possui graduação em Pedagogia Habilitação Em Orientação Educacional pela UNIJUÍ (1963), graduação em Pedagogia Habilitação Em Administração Escolar pela UNIJUÍ (1975), especialização em Educação Metodologia do Ensino Superior pela UNIJUÍ (1976) e especialização em Avaliação A Distância pela UnB (2000). Atualmente é professor titular da Escola de Educação Básica Francisco de Assis e professor titular da UNIJUÍ. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Fundamentos da Educação.

Mais informações: Currículo Lattes - CNPq.

Downloads

Publicado

2008-01-01