A política nacional de pós-graduação e suas relações com o Serviço Social

Angela Santana do Amaral

Resumo


Este artigo discute os fundamentos e as diretrizes da política nacional de pós-graduação brasileira para o período de 2011 a 2020 e suas implicações no Serviço Social. Analisa a lógica que orienta as iniciativas governamentais para a pós-graduação, destacando a incidência destas sobre a dinâmica, o funcionamento e a direção social estratégica da profissão. Situa a pós-graduação em um contexto de crescente mercantilização do ensino e de uma dura ofensiva do pensamento conservador sobre a totalidade da vida social. Pensamento expresso na afirmação do pragmatismo e na tentativa de desconstrução de uma cultura profissional histórico-crítica.


Palavras-chave


Pós-graduação; Serviço Social; Direção social

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.1590/S1414-49802012000200009

R. Katál. Florianópolis, Santa Catarina, Brasil eISSN: 1982-0259  

Licença Creative Commons Adota a Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.