Movimentos sociais de sexualidade e gênero: análise do acesso às políticas públicas

Guilherme Gomes Ferreira, Beatriz Gershenson Aguinsky

Resumo


Este artigo busca problematizar as formas com que os movimentos sociais de diversidade sexual e de gênero têm acessado as políticas públicas no Brasil. Para isso, analisa as especificidades e necessidades de reconhecimento de determinados grupos sociais historicamente vulneráveis que disputam a própria concepção de identidade. Nesta direção, são tematizadas as contradições presentes nesta disputa uma vez que os movimentos tanto avançam no reconhecimento identitário quanto reforçam estigmas e vulnerabilidades. Sob a perspectiva do método dialético-crítico, o artigo parte de situações concretas para uma análise mais ampla e teórico-reflexiva da realidade.


Palavras-chave


Movimentos Sociais; Sexualidade; Gênero; Políticas públicas

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.1590/S1414-49802013000200008

R. Katál. Florianópolis, Santa Catarina, Brasil eISSN: 1982-0259  

Licença Creative Commons Adota a Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.