Reconhecimento e desprezo social ou os dilemas da democracia no Brasil contemporâneo: algumas considerações à luz da questão racial

Paulo Sérgio Costa Neves

Resumo


Nas últimas décadas do século XX, as lutas sociais contra a discriminação
de minorias (étnicas, sexuais etc.) fizeram entrar na agenda pública
mundial a discussão sobre o “direito à diferença” e ao “reconhecimento”,
dando novas significações às noções de justiça e de democracia. No Brasil,
essa discussão apareceu após a redemocratização do país, nos anos
1980, quando movimentos sociais fizeram aflorar demandas identitárias
e diferencialistas que punham em questão o status quo e desmascaravam
dimensões das desigualdades pouco abordadas até então, a exemplo da
discriminação racial. Neste texto, buscamos refletir sobre o papel das demandas
por reconhecimento na superação de representações simbólicas
que naturalizam e ajudam a manter as desigualdades no país e como as
ações afirmativas inserem-se nessa problemática.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5007/%25x

Direitos autorais 2008 Política & Sociedade

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 Visite nossa página no Facebook:

https://www.facebook.com/revistapoliticaesociedade/

Creative Commons License

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.
Revista Política & Sociedade - ISSNe 2175-7984
Florianópolis - SC - Brasil

CNPq CAPES