1984, 1992 e 2013. Sobre ciclos de protestos e democracia no Brasil

Luciana Tatagiba

Resumo


http://dx.doi.org/10.5007/2175-7984.2014v13n28p35

Esse ensaio analisa o ciclo de protestos contra o aumento da tarifa do transporte público em 2013 a partir da comparação com dois outros ciclos de protestos de nossa história recente: as Diretas Já, em 1984, e o Fora Collor, em 1992. O objetivo é explorar a forma que a mobilização assumiu, o seu como, a partir de três eixos de comparação: a construção simbólica dos protestos, a infraestrutura de mobilização e as performances confrontacionais. A análise busca responder a duas questões centrais: quais as inovações e continuidades dos protestos de 2013, em relação às campanhas de 1992 e 1984? E o que essas diferenças nos revelam sobre os avanços e os desafios da democracia brasileira hoje?


Palavras-chave


Ciclo de protestos; Movimentos sociais; Democracia

Texto completo:

PDF

Referências


ABERS, R. N.; OLIVEIRA, M. NGOs, parties and the State: the career trajectories of environmental policy makers under the workers’ party in Brazil. Trabalho apresentado no XXXI Congresso Internacional da Latin American Studies Association, Washington D.C., 2013.

ABERS, R. N.; VON BÜLOW, M. Movimentos sociais na teoria e na prática: como estudar o ativismo através da fronteira entre Estado e sociedade? Sociologias, v. 13, n. 28, p. 52-84, 2011.

ABERS, R. N.; SERAFIM, L.; TATAGIBA, L. Repertoires of state-society interaction in a heterogeneous State: the experience under Lula. In: CASTRO, F. de; KOONINGS, K.; WIESEBRON, M. (Ed.). Brazil of Lula: a country in transformation. England: Palgrave, 2014.

ALTMAN, B. As ruas fazem soar o alarme para o PT e o governo. Brasil 247, 19 jun. 2013. Disponível em: http://www.brasil247.com/pt/247/poder/105752/As-ruas-fazem-soar-alarmepara- o-PT-e-o-governo.htm.

BAIOCCHI, G.; TEIXEIRA, A. C. “Pardon the inconvenience, we are changing the country”. Boston Review, 23 jun. 2013. Disponível em: . Acesso em: 10 ago. 2014.

BAIOCCHI, G.; HELLER, P.; SILVA, M. K. Bootstrapping democracy: transforming local governance and civil society in Brazil. Stanford: Stanford University Press, 2011.

BERTONCELO, E. R. E. “Eu quero votar para presidente”: uma análise sobre a Campanha das Diretas. Lua Nova, São Paulo, n. 76, p.169-196, 2009.

BLIKSTAD, K. D. O agir coletivo nas interfaces da sociedade civil e do sistema político: o caso da atuação do movimento de moradia de São Paulo sobre a política pública de habitação. 2012. Dissertação (Mestrado) – Unicamp, 2012.

DAGNINO, E.; TATAGIBA, L.. Mouvements sociaux et participation institutionnelle: répertoires d’action collective et dynamiques culturelles dans la difficile construction de la démocratie brésilienne. Revue internationale de politique comparé, v. 17, n. 2, p. 167-185, 2010.

DOWBOR, M. Arte da institucionalização: estratégias de mobilização dos sanitaristas (1974- 2006). 2012. Tese (Doutorado) – Universidade de São Paulo, 2012.

DOWBOR, M.; SZWAKO, J. Respeitável público...: performance e organização dos movimentos antes dos protestos de 2013. Novos estud. - CEBRAP, São Paulo , n. 97, Nov. 2013. Disponível

em: .

INTERAGENTES. Cartografias dos espaços híbridos: as manifestações de junho de 2013. Disponível em: . Acesso em: 11 jul. 2013.

JUDENSNAIDER, E. et al. Vinte centavos: a luta contra o aumento. São Paulo: Veneta, 2013.

KOTSCHO, Ricardo. Explode um novo Brasil. Diário da Campanha das Diretas. São Paulo: Brasiliense, 1984.

LEITÃO, L. R. dos S. Oportunidades Políticas e Repertórios de Ação: o movimento negro e a luta de combate à discriminação racial. Tese (Doutorado em Sociologia). Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2012.

MARICATO, E. et al. Cidades rebeldes: Passe Livre e as mobilizações que tomaram as ruas do Brasil. São Paulo: Boitempo; Carta Maior, 2013.

McADAM, D.; TARROW, S.; TILLY, C. Dynamics of contention. Cambridge and New York: Cambridge University Press, 2001.

MORITZ, M. L. R. de F. A nação moralizada: a promessa eleitoral dos presidenciáveis em 1989. 1996. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 1996.

MPL-SP (Movimento Passe Livre - São Paulo). Não começou em Salvador, não vai terminar em São Paulo. In: MARICATO, E. et al. Cidades rebeldes: Passe Livre e as mobilizações que tomaram as

ruas do Brasil. São Paulo: Boitempo; Carta Maior, 2013.

RODRIGUES, A. T. Diretas Já: o grito preso na garganta. São Paulo: Ed. Fundação Perseu Abramo, 2003.

______. Estudantes na política em tempos de mobilização e crise. São Paulo em Perspectiva, v. 7, n. 1, 1993.

______. Brasil de Fernando a Fernando: neoliberalismo, corrupção e protesto na política brasileira de 1989 a 1994. Ijuí: Editora Unijuí, 2000.

ROMÃO, W. de M. #naovaitercopa: manifestações, Copa do Mundo e as eleições de 2014. Revista de Discentes de Ciência Política da UFSCAR, v. 1, n. 2, 2013.

SILVA, M. K. De volta aos movimentos sociais? Reflexões a partir da literatura brasileira recente. Revista Ciências Sociais Unisinos, v. 46, n. 1, p. 2-9, jan/abr 2010.

______. Sociedade civil no Brasil: institucionalização e/ou contestação. Em Debate, Belo Horizonte, a.3, n. 4, p. 37-43, dez. 2011.

SILVA, M. K.; OLIVEIRA, G. de L. A face oculta(da) dos movimentos sociais: trânsito institucional e intersecção Estado-Movimento: uma análise do movimento de economia solidária no Rio Grande

do Sul. Sociologias, v. 13, n. 28, p. 86-125, 2011.

SILVA, M. K.; RUSKOWSKI, B. de O. Levante juventude, juventude é prá lutar: redes interpessoais, esferas de vida e identidade na constituição do engajamento militante. Revista Brasileira de Ciência Política, n. 3, p. 23-48, 2010.

SILVA, M. K.; SCHMITT, C. J. Políticas em rede: uma análise comparativa das interdependências entre o Programa de Aquisição de Alimentos e as redes associativas na Bahia e no Rio Grande do Sul. Trabalho apresentado no 36 Encontro Anual da ANPOCS, 2012.

TARROW, S. Power in movement: social movements and contentious politics. Cambridge: University Press, 2011 (1994, 1998).

TATAGIBA, L. O impeachment do presidente Collor. Monografia (Conclusão de Curso de Graduação em Ciências Sociais) – Universidade Federal do Espírito Santo, 1994.

______. Os significados da ética na política: articulação e discurso no contexto pró-impeachment. Dissertação (Mestrado) – Programa de Pós-Graduação em Ciência Política, Unicamp, 1998.

______. Relação entre movimentos sociais e instituições políticas na cidade de São Paulo: o caso do movimento de moradia. In: KOWARICK, L.; MARQUES, E. (Org.). São Paulo miradas cruzadas: sociedad, política y cultura. Quito: OLACCHI, 2011.

TATAGIBA, L; BLIKSTAD, K. Como se fosse uma eleição para vereador: dinâmicas participativas e disputas partidárias na cidade de São Paulo. Lua Nova, n. 84, p. 175-217, 2011.

______. The left and the June protests in Brazil. Mobilizing Ideas, 4 set. 2013.

TATAGIBA, L.; PATERNIANI, S. Z.; TRINDADE, T. A. Ocupar, reivindicar, participar: sobre o repertório de ação do movimento de moradia de São Paulo. Opinião Pública, v. 18, n. 2, e Nov 2012. p. 399-426, 2012.

TILLY, C. Contentions performances. Cambridge: Cambridge University Press, 2008.

TIRELLI, C. T. Reconfiguração da Assistência e Organização Social no RS: um estudo das organizações que participaram do Programa Rede de Parceria Social entre 2008 e 2010. Tese (Doutorado em Sociologia). Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2013.




DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7984.2014v13n28p35

Direitos autorais 2014 Política & Sociedade

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 Visite nossa página no Facebook:

https://www.facebook.com/revistapoliticaesociedade/

Creative Commons License

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.
Revista Política & Sociedade - ISSNe 2175-7984
Florianópolis - SC - Brasil

CNPq CAPES