Na dança contemporânea, cegueira não é escuridão

Ida Mara Freire

Resumo


O direito à educação tem possibilitado aos jovens e adultos, com necessidades especiais, a busca de qualificação em várias áreas do conhecimento. Entre estas, as Artes e, mais especificamente, a dança. Porém, um desafio se apresenta: teriam eles acesso a essa educação e encontrariam professores disponíveis e habilitados para prepará-los para exercerem, com competência e esmero, sua profissão? O texto busca elucidar a natureza da dança e qual seria a implicação de seu ensino para jovens e adultos cegos, examinando os conceitos de corpo, de estética e de cegueira e investigando sobre a formação dos dançarinos, de seus professores e da platéia.


Palavras-chave


Dança; Cegos - Dança; Cegos - Educação; Arte e dança; Estética; Imagem corporal; Dance; The Blind – Dance; The Blind – Education; Art and dance; Aesthetics; Body image

Texto completo:

PDFA


P.Vista, eISSN 2175-8050, UFSC, Florianópolis, SC, Brasil.

 

 

Creative Commons License
Ponto de Vista: Revista de Educação e Processos Inclusivos, Florianópolis, SC, Brasil - - - eISSN 2175-8050 - - - está licenciada sob Licença Creative Commons
> > > > >