Percepção da qualidade de vida no trabalho ao longo da carreira docente

Autores

  • Jorge Both Universidade Federal de Santa Catarina
  • Juarez Vieira do Nascimento Universidade Federal de Santa Catarina
  • Adriano Ferreti Borgatto Universidade Federal de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.1590/1980-0037.2008v10n4p372

Palavras-chave:

Qualidade de vida no trabalho, Carreira docente, Professor, Educação Física, Quality of life at work, Teaching career, Teacher, Physical Education

Resumo

O objetivo do estudo foi analisar a associação entre Qualidade de Vida no Trabalho Docente (QVTD) e os Ciclos de Desenvolvimento Profissional (CDP) dos professores de Educação Física da rede estadual de ensino de Santa Catarina. A amostra foi constituída por 580 docentes de diferentes regiões do estado, sendo 265 do sexo masculino e 315 do sexo feminino. Na coleta de dados, foram utilizados o QVT-PEF para avaliar a QVTD e os anos de docência para estabelecer o CDP. A análise de regressão logística multinomial foi empregada para determinar as razões de prevalência e o teste da razão de verossimilhança para verificar se as associações foram significativas (p<0,05), contidos no pacote estatístico SPSS, versão 11.0. Os resultados demonstraram os menores níveis de satisfação entre os professores nas dimensões “Remuneração e compensação”, “Condições de trabalho”, “Integração social na vida no trabalho” e “Trabalho e espaço total de vida”. A elevada associação entre algumas dimensões da QVTD com o CDP revelou que, com o passar dos anos de docência, os professores tendem a ficar menos satisfeitos com a autonomia no trabalho, salários e condições de trabalho, o que pode ter influenciado na avaliação do computo geral da QVTD.

Downloads

Publicado

2008-01-04

Edição

Seção

Artigos Originais