O efeito do treino da visão periférica no ataque de iniciados do futsal: um estudo na competição.

Autores

  • Nelson Kautzner Marques Junior Universidade Castelo Branco. Rio de Janeiro, RJ. Brasil

DOI:

https://doi.org/10.1590/1980-0037.2009v11n1p119

Palavras-chave:

Visão, Treinamento, Futebol, Aprendizado, Desempenho esportivo, Vision, Trainning, Soccer, Learning, Atletic performance.

Resumo

Este estudo foi inserido na Ciência da Motricidade Humana, na área de concentração da Dimensão Biofísica, na linha de pesquisa do Estudo dos Mecanismos e Processos da Aprendizagem e da Conduta Motora e no constructo epistemológico de explicação fenomênica. O objetivo deste estudo foi investigar o aprendizado do treino da visão periférica (TVP) e o efeito dessa sessão no ataque do futsal, levando em consideração, nas duas tarefas, (aprendizado e ataque) a hemisfericidade. Dez meninos com 10,4±2,31 anos, praticantes de futsal do Lar da Criança, foram divididos em grupo experimental (GE, n = 5) e grupo controle (GC, n = 5) com hemisfericidade (H) similar (GE com 80% de H esquerda (E) e 20% de H direita (D), GC com 60% de HE e 40% de HD). Foram praticadas nove sessões e depois um campeonato, mais seis sessões e depois outro campeonato. Todos os campeonatos foram filmados e depois analisados por scout. No grau da visão periférica no ataque a ANOVA two way revelou diferença significativa, onde foi evidenciado que o GE obteve aquisição do TVP. No grau das fases ofensivas, a ANOVA two way determinou diferença significativa, onde o GE foi melhor no início ofensivo e na construção do ataque, o GC foi superior na finalização do 1° turno e o GE foi mais competente na finalização do 2° turno. Em relação à quantidade de gols do GE e do GC, a ANOVA two way não estabeleceu diferença significativa. Quanto à freqüência e falta no treino, o teste “t” independente foi significativo (p≤0,05), o GE treinou mais. Conclui-se que parece que o GE a conseguiu aquisição do TVP e parece que o TVP otimizou o ataque dessa amostra.

Biografia do Autor

Nelson Kautzner Marques Junior, Universidade Castelo Branco. Rio de Janeiro, RJ. Brasil

Mestre em Ciência da Motricidade Humana pela UCB

Downloads

Publicado

2009-01-01

Edição

Seção

Resumo de Dissertação e Teses