Limiar anaeróbio de jogadores de futebol de diferentes categorias

Autores

  • Daniel Barbosa Coelho
  • Lucas Ávila Carvalho Fleury Mortimer
  • Luciano Antonacci
  • Danusa Dias Soares
  • Cristiano Lino Monteiro Barros
  • Emerson Silami-Garcia

DOI:

https://doi.org/10.1590/1980-0037.2009v11n1p81

Palavras-chave:

Limiar anaeróbico, futebol, freqüência cardíaca, Anaerobic threshold, Soccer, Heart rate.

Resumo

Diferentes variáveis podem ser utilizadas para a identificação e monitoramento da capacidade aeróbia em esportes coletivos, sendo o limiar anaeróbio (LAN) muito utilizado em atividades como futebol, basquete, handebol entre outros. O objetivo do estudo foi determinar a intensidade do LAN de jogadores de futebol de diferentes categorias, avaliando os parâmetros velocidade, freqüência cardíaca (FC) e percentual da FC máxima (%FCmáx), bem como comparar estas intensidades entre as categorias. Participaram do estudo 19 jogadores da categoria sub-17, 12 jogadores Sub-20 e 14 profissionais. O LAN foi determinado a partir da intensidade de 4mM obtida em um teste de campo. Este consistiu em corridas de 1000m, em velocidades constantes a cada tentativa. A FC e lactato ([Lactato]) obtidos no teste foram analisados através de interpolação linear. Foram determinados a velocidade, a FC e %FCmáx correspondentes à intensidade do LAN. Identificou-se que a FCmáx dos jogadores Sub-17 (202 ± 7bpm) foi maior quando comparada à categoria Profissional (193 ± 10bpm) (p<0,05). O LAN expresso em %FCmáx dos jogadores Sub-17 (87,0 ± 1,1) e Sub-20 (86,3 ± 0,8) foi menor quando comparado à categoria Profissional (91,2 ± 1,1) (p<0,05). A intensidade média do LAN foi 87% FCmáx. Não foram identificadas diferenças entre as categorias quando o LAN foi considerado em bpm e como velocidade de corrida. Concluiu-se que a intensidade do LAN neste grupo pode ser considerada alta, sendo que os jogadores profissionais apresentam LAN mais alto em comparação com as categorias Sub-17 e Sub-20.

Downloads

Publicado

2009-01-01

Edição

Seção

Artigos Originais