Análise multivariante em índices antropométricos e ingestão energética em estudantes universitários

Autores

  • Mauricio Jesús Rivas Gil Universidad Central de Venezuela. Unidad de Estudios Morfológicos y de Salud “Dra. Adelaida de Díaz Ungría”. Caracas. Venezuela.
  • Elia Margarita Lagrange de Castillo Universidad Central de Venezuela. Unidad de Estudios Morfológicos y de Salud “Dra. Adelaida de Díaz Ungría”. Caracas. Venezuela.
  • Gentzane Zamakona de Arechabaleta Universidad Central de Venezuela. Unidad de Estudios Morfológicos y de Salud “Dra. Adelaida de Díaz Ungría”. Caracas. Venezuela.
  • Rosanna Frisicchio Fernández Universidad Central de Venezuela. Unidad de Estudios Morfológicos y de Salud “Dra. Adelaida de Díaz Ungría”. Caracas. Venezuela.
  • María Gabriela Pietini Silva Universidad Central de Venezuela. Unidad de Estudios Morfológicos y de Salud “Dra. Adelaida de Díaz Ungría”. Caracas. Venezuela.
  • Hector Antonio Herrera Mogollón Universidad Central de Venezuela. Unidad de Estudios Morfológicos y de Salud “Dra. Adelaida de Díaz Ungría”. Caracas. Venezuela.
  • Gloria Cabral Universidad Central de Venezuela. Unidad de Estudios Morfológicos y de Salud “Dra. Adelaida de Díaz Ungría”. Caracas. Venezuela.

DOI:

https://doi.org/10.1590/1980-0037.2009v11n3p267

Palavras-chave:

Antropometria, Nutrição, Análise Multivariada, Anthropometry, Nutrition, Multivariate analysis.

Resumo

O excesso de peso é considerado uma epidemia que afeta muitos indivíduos no mundo e a sua prevenção é um desafio para os pesquisadores da área da Saúde Pública. Através da antropometria e do estudo da ingestão energética e a sua associação, podemos inferir o estado nutricional dos sujeitos. Nosso objetivo é estudar a relação entre os índices antropométricos e a ingestão energética em estudantes universitários e pré-universitários para analisar as possíveis diferenças que possam se apresentar entre uns e outros, quanto às suas características morfológicas e nutricionais, o que pode ser útil para desenhar políticas de estudo, saúde e alimentação no país e nas universidades. Foram avaliados 308 estudantes universitários e pré-universitários do sexo masculino da Universidade Central da Venezuela, entre 16 e 29 anos. Foram tomadas 6 medidas antropométricas para estimar 4 índices antropométricos. A ingestão calórica foi calculada a partir de uma enquete de consumo. Para o estudo das relações, utilizou-se a Análise de Correspondências Múltiplas. Em todos os eixos, foram observadas as relações entre as modalidades de excesso e déficit dos índices antropométricos e da ingestão energética, evidenciando a relação entre o excesso de peso e a ingestão excessiva de calorias, bem como a relação entre a ingestão deficitária de energia e o baixo peso. Os estudantes pré-universitários se associaram com os valores baixos e deficitários e os estudantes universitários se relacionaram com os valores altos, o que pode ter sido causado pela freqüente utilização do refeitório universitário por parte dos últimos.

Publicado

2009-01-01

Edição

Seção

Artigos Originais