Análise da velocidade linear em jogadores de futebol a partir de dois métodos de avaliação

Autores

  • Bruno Natale Pasquarelli
  • Luiz Cláudio Reeberg Stanganelli Universidade Estadual de Londrina. Londrina, PR. Brasil
  • Antonio Carlos Dourado Universidade Estadual de Londrina. Londrina, PR. Brasil
  • Mathias Roberto Loch Universidade Estadual de Londrina. Londrina, PR. Brasil
  • César Augusto de Andrade Faculdade de Motricidade Humana, Lisboa, Portugal.

DOI:

https://doi.org/10.1590/1980-0037.2009v11n4p408

Palavras-chave:

Futebol, Avaliação, Esportes, Soccer, Evaluation, Sports.

Resumo

O presente estudo teve como objetivo analisar o desempenho de jogadores de futebol no teste de velocidade de 40m a partir de dois métodos de avaliação, de acordo com o desempenho no teste e posição no jogo. Foram analisados 154 atletas profissionais de futebol da 1ª Divisão do Estado do Paraná, entre os anos de 2002 a 2006. Os atletas realizaram o teste de velocidade linear de 40 metros, usando o sistema fotoelétrico para me-didas de velocidade posicionados na linha de início (0m) e nos 10, 20, 30 e 40m. Os atletas, divididos em subgrupos de acordo com o desempenho (tempo final) no teste de velocidade de 40m, foram classificados em: Mais Velozes (tempo entre 4,877 - 5,174s); Intermediários (tempo entre 5,175 - 5,474s); e Menos Velozes (tempo entre 5,475 - 5,766s). Os mesmos 154 atletas, divididos por posição, foram classificados como: Zagueiros, Laterais, Volantes, Meias e Atacantes. Nos dois métodos, foi utilizada ANOVA (one-way) para comparar o tempo médio entre os subgrupos nas diferentes distâncias. No método que separa os atletas pelo desempenho, o teste de Tukey indicou que todos os subgrupos foram diferentes entre si. Para os subgrupos divididos por suas posições no jogo, apesar de serem identificadas visualmente, não foram encontradas diferenças estatísticas. Assim sendo, pode-se inferir que, com base nesses dois métodos de análise da velocidade linear de jogadores de futebol, é possível identificar aspectos relevantes do processo da prescrição do treinamento de velocidade para cada subgrupo e de acordo com suas funções.

Biografia do Autor

Bruno Natale Pasquarelli

Graduado em Educação Física pela Universidade Estadual de Londrina (UEL) (2007). Participou do programa de mobilidade estudantil onde foi contemplado com uma bolsa de estudos na Universitat de les Illes Balears/Palma de Mallorca/Espanha (09/2006 a 02/2007). Pós-graduando strictu sensu em Bases Biológicas e Metodológicas do Treinamento Desportivo pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Tem experiência na área de Educação Física, com ênfase em Avaliação Física.

Downloads

Publicado

2009-01-01

Edição

Seção

Artigos Originais