Reprodutibilidade do questionário dia típico de atividade física e alimentação

Autores

  • Filipe Ferreira da Costa Universidade Federal de Santa Catarina
  • João Roberto Liparotti Universidade Federal do Rio Grande do Norte

DOI:

https://doi.org/10.1590/1980-0037.2010v12n1p21

Palavras-chave:

Atividade motora, Comportamento alimentar, Criança, reprodutilibilidade dos resultados, Motor activity, Eating behavior, Child, Reproducibility of results.

Resumo

O estudo teve como objetivo determinar o nível de reprodutibilidade do questionário Dia Típico de Atividade Física e Alimentação (PAFC) quando aplicado a escolares de Natal-RN-Brasil. Participaram do estudo 101 escolares (9.4 ±1.03, mín.7.3 e máx. 11.6 anos) das 2ª, 3ª e 4ª séries do ensino fundamental de uma escola da rede privada de Natal-RN, sendo 57 meninos. O instrumento foi aplicado nas salas de aula por um único avaliador, com o auxílio de uma versão ampliada, num intervalo médio de 15 dias entre teste e reteste. Para os itens relacionados à atitude da criança em relação ao exercício (0.41), tipos de deslocamento até a escola (0.79) e as 11 atividades físicas ilustradas (0.69) foram encontradas medidas relativamente consistentes entre as duas aplicações. Quanto ao índice geral de atividade física obteve-se uma correlação intraclasse de 0,87 Vinte e oito dos 42 itens da seção alimentar apresentaram concordância de moderada a boa (kappa médio: 0.51). O instrumento apresentou de moderada a boa reprodutibilidade, parecendo ser viável para o estudo dos hábitos de atividade física e alimentação de crianças mais jovens, sendo uma alternativa na classificação de indivíduos mais ativos e menos ativos, além de identificar padrões alimentares inadequados à saúde.

Biografia do Autor

Filipe Ferreira da Costa, Universidade Federal de Santa Catarina

Mestrando em Educação Física pela Universidade Federal de Santa Catarina. Especialista em Saúde da Família pelo Departamento de Saúde Pública da UFSC.

João Roberto Liparotti, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Professor adjunto da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Doutor em Ciências da Saúde.

Downloads

Publicado

2010-12-11

Edição

Seção

Artigos Originais