Desempenho motor e estado nutricional de escolares com e sem transtorno do desenvolvimento da coordenação

Autores

  • Talita Barbosa Miranda Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, SC. Brasil
  • Thaís Silva Beltrame Universidade do Estado de Santa Catarina. Florianópopolis, SC. Brasil
  • Fernando Luiz Cardoso Universidade do Estado de Santa Catarina. Florianópopolis, SC. Brasil

DOI:

https://doi.org/10.1590/1980-0037.2011v13n1p59

Palavras-chave:

Transtornos das habilidades motoras, Estado nutricional, Destreza Motora.

Resumo

O objetivo desse estudo foi investigar o desempenho motor e o estado nutricional de escolares de 7 a 10 anos de idade, com e sem Transtorno do Desenvolvimento da Coordenação (TDC). Participaram do estudo, 380 escolares de escolas públicas de Florianópolis –SC –Brasil. Para a identificação de dificuldades motoras, foi utilizado o Movement Assessment Battery for Children (MABC-2) e para a avaliação do estado nutricional, foram realizadas medidas antropométricas de peso e altura e cálculo do IMC. Os resultados demonstraram que 6,1% (n=23) apresentaram TDC, sendo 18 meninos e 5 meninas. No grupo com TDC, observou-se diferença significativa entre as habilidades de destreza manual e habilidades de lançar/receber e entre as habilidades de lançar/receber e equilíbrio. Quanto ao estado nutricional, 85,5% dos escolares, em geral, apresentaram eutrofia e 12,9% apresentaram sobrepeso/obesidade. No grupo com TDC, 91,3% obtiveram eutrofia e 8,7% apresentaram sobrepeso. Não houve associação entre o estado nutricional e desempenho motor entre os dois grupos, o que nos leva a perceber que o estado nutricional não influenciou o desempenho motor dos escolares avaliados.

Biografia do Autor

Talita Barbosa Miranda, Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, SC. Brasil

Professora de Educação Física (UFAM), mestre em Ciências do Movimento Humano (UDESC).

Thaís Silva Beltrame, Universidade do Estado de Santa Catarina. Florianópopolis, SC. Brasil

Doutora em Ciências do Movimento Humano (UFSM), professora do Programa de Pós-Graduação em Ciências do Movimento Humano da UDESC.

Downloads

Publicado

2011-12-30

Edição

Seção

Artigos Originais