Perfil de atividade física e consumo alimentar autorrelatado de escolares de 7 a 10 anos da rede pública e privada .

Autores

  • Filipe Ferreira da Costa Universidade Federal de Santa Catarina. Programa de Pós-graduação em Educação Física. Florianópolis, SC. Brazil
  • Maria Alice Altenburg de Assis Universidade Federal de Santa Catarina. Programa de Pós-graduação em Nutrição. Florianópolis, SC. Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.1590/1980-0037.2012v14n5p497

Palavras-chave:

Atividade física, Conduta de saúde, Criança, Dieta, Promoção da saúde.

Resumo

A atividade física e o consumo alimentar estão associados a vários desfechos de saúde. O objetivo do presente estudo foi investigar as diferenças no comportamento alimentar e na atividade física de escolares brasileiros da rede pública e privada. Um estudo trans­versal de base escolar, com crianças entre 7 e 10 anos, foi realizado em Florianópolis, SC, Brasil (n = 2.936). As informações foram obtidas por meio de um questionário respondido pelas próprias crianças. Maior proporção de meninas alcançaram as recomendações para o consumo de frutas e vegetais e limitaram o consumo de doces e refrigerantes. Os meninos relataram maiores níveis de atividade física (P < 0,001). Escolares da rede privada tiveram maior chance de serem mais ativos (Odds Ratio = 1,53, 1,14-2,05) e 80% menos chance de serem ativos no deslocamento para a escola; além disso, tiveram maior chance de atender as recomendações para o consumo de frutas e verduras, limitar o consumo de doces, apresen­tar número adequado de refeições e não consumir fast food e refrigerantes. Resumindo, as meninas e os escolares da rede privada relataram melhores padrões de consumo alimentar, enquanto os meninos e os escolares da rede privada foram mais ativos. Tais resultados apontam a escola pública como um alvo para iniciativas de promoção da saúde.

Biografia do Autor

Maria Alice Altenburg de Assis, Universidade Federal de Santa Catarina. Programa de Pós-graduação em Nutrição. Florianópolis, SC. Brasil.

Professora Associada do Departamento de Nutrição da Universidade Federal de Santa Catarina.

Downloads

Publicado

2012-08-17

Edição

Seção

Artigos Originais