Influência da seleção dos estágios incrementais sobre a intensidade de lactato mínimo: estudo piloto

Autores

  • Willian Eiji Miyagi 1 Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. Laboratório de Pesquisa em Fisiologia do Exercício. Centro de Ciências Humanas e Sociais. Campo Grande, MS. Brasil.
  • Jorge Vieira de Mello Leite 1 Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. Laboratório de Pesquisa em Fisiologia do Exercício. Centro de Ciências Humanas e Sociais. Campo Grande, MS. Brasil.
  • Alessandro Moura Zagatto Universidade Estadual Paulista. Departamento de Educação Física. Bauru, SP. Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.1590/1980-0037.2013v15n6p715

Palavras-chave:

Capacidade Aeróbia, Relação lactato-intensidade, Lactacidemia, Modelo matemático

Resumo

Os objetivos foram verificar a influência da seleção de estágios da fase incremental e o uso do lactato pico após indução hiperlactacidêmica na determinação da intensidade de lactato mínimo (iLACmin). Doze universitários moderadamente ativos (23±5 anos, 78,3±14,1 kg, 175,3±5,1 cm) realizaram um teste incremental máximo para determinação do ponto de compensação respiratório (PCR) (início a 70 W e incrementos de 17,5 W a cada 2 minutos) e um teste de lactato mínimo (indução com Wingate, fase incremental iniciado a 30 W abaixo do PCR e incrementos de 10 W a cada 3 minutos) em cicloergômetro. A iLACmin foi determinada utilizando ajuste polinomial de segunda ordem, aplicando cinco seleções de estágios da fase incremental: 1) Utilizando todos os estágios obtidos (iLACminP); 2) Utilizando todos os estágios antes e dois após à iLACminP (iLACminA); 3) Utilizando dois estágios antes e todos após à iLACminP (iLACminB); 4) Utilizando o maior e mesmo número possível de estágios anteriores e posteriores à iLACminP (iLACminI); 5) Utilizando todos os estágios e o lactato pico após indução (iLACminD). Não foram encontradas diferenças entre iLACminP (138,2±30,2 W), iLACminA (139,1±29,1 W), iLACminB (135,3±14,2 W), iLACmin I (138,6±20,5 W), iLACmiD (136,7±28,5 W) e verificou-se alta concordância entre essas intensidades e iLACminP. O consumo de oxigênio, frequência cardíaca, percepção subjetiva de esforço e lactato nessas intensidades não diferiram e foram fortemente correlacionadas. Entretanto, a iLACminB apresentou o menor índice de sucesso (66,7%). Conclui-se que a seleção de estágios não influenciou na determinação da iLACmin, mas alterou o índice de sucesso.

Biografia do Autor

Willian Eiji Miyagi, 1 Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. Laboratório de Pesquisa em Fisiologia do Exercício. Centro de Ciências Humanas e Sociais. Campo Grande, MS. Brasil.

Departamento de educação física, educação física, etc.

Jorge Vieira de Mello Leite, 1 Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. Laboratório de Pesquisa em Fisiologia do Exercício. Centro de Ciências Humanas e Sociais. Campo Grande, MS. Brasil.

Departamento de educação física, educação física, etc.

Alessandro Moura Zagatto, Universidade Estadual Paulista. Departamento de Educação Física. Bauru, SP. Brasil.

departamento de educação física, educação física, etc.

Downloads

Publicado

2013-08-27

Edição

Seção

Artigos Originais