Efeitos do cabelo da cabeça humana no desempenho e na resposta termorregulatória durante a corrida de 10 km ao ar livre em homens saudáveis

Autores

  • Angelo Ruediger Pisani Martini Força Aérea Brasileira
  • João Batista Ferreira-Júnior Instituto Federal do Sudoeste de Minas Gerais
  • Daniel Barbosa Coelho Universidade Federal de Ouro Preto
  • Diego Alcântara Borba Universidade Federal de Minas Gerais
  • Leonardo Gomes Martins Coelho Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais
  • Luciano Sales Prado Universidade Federal de Minas Gerais

DOI:

https://doi.org/10.1590/1980-0037.2016v18n2p155

Palavras-chave:

Cabelo, Corrida, Radiação solar, Regulação da temperatura corporal, Velocidade

Resumo

O objetivo do presente estudo foi avaliar os efeitos do cabelo da cabeça humana no desempenho e na resposta termorregulatória durante 10 km de corrida ao ar livre em homens saudáveis. Doze saudáveis do sexo masculino (29,5 ± 3,7 anos, 174,9 ± 4,3 cm, 72,7 ± 3,2 kg e VO2máx 44,6 ± 3,4 ml.kg-1.min-1) participaram de 2 corridas de 10km separadas por 7 dias de intervalo em ritmo autorregulado: 1) HAIR- voluntários correram com seus cabelos intactos, 2) NOHAIR- voluntários correrram após terem seus cabelos totalmente raspados. A velocidade média da corrida foi calculada a cada série de 2 km. Temperatura retal, frequência cardíaca e índice de estresse fisiológico foram medidos antes e depois dos 10 km da corrida e no fim de cada 2 km. Taxa de armazenamento de calor foi medida a cada 2 km. Além disso, o estresse ambiental (WBGT) foi medido a cada 10 min. A velocidade de corrida (10,9 ± 1 e 10,9 ± 1,1 km.h-1), frequência cardíaca (183 ± 10 e 180 ± 12 bpm), temperatura retal (38,82 ± 0,29 e 38,81 ± 0,49oC), índice estresse fisiológico (9 ± 1 e 9 ± 1) e taxa de armazenamento de calor (71,9 ± 64,1 e 80,7 ± 56,7 Wm-1), não foram diferentes entre as situações HAIR e NOHAIR, respectivamente (p>0,05). Não houve diferença no WBGT entre HAIR e NOHAIR (24,0 ± 1.4º C e 23,2 ± 1,5º C, respectivamente; p=0,10). Os resultados sugerem que raspar o cabelo da cabeça não altera a velocidade da corrida e as respostas termorregulatórias durante 10 km de corrida sob o sol.

Biografia do Autor

Angelo Ruediger Pisani Martini, Força Aérea Brasileira

Força Aérea Brasileira. Belo Horizonte, MG. Brasil

João Batista Ferreira-Júnior, Instituto Federal do Sudoeste de Minas Gerais

Instituto Federal do Sudoeste de Minas Gerais. Rio Pomba, MG. Brasil

Daniel Barbosa Coelho, Universidade Federal de Ouro Preto

Universidade Federal de Ouro Preto. Ouro Preto, MG. Brasil

Diego Alcântara Borba, Universidade Federal de Minas Gerais

Universidade Federal de Minas Gerais. Belo Horizonte, MG. Brasil

Leonardo Gomes Martins Coelho, Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais

Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais. Divinópolis, MG. Brasil

Luciano Sales Prado, Universidade Federal de Minas Gerais

Universidade Federal de Minas Gerais. Belo Horizonte, MG. Brasil

Downloads

Publicado

2016-05-23

Edição

Seção

Artigos Originais