Acurácia de indicadores antropométricos de obesidade para predição do excesso de gordura corporal em adolescentes de onze a catorze anos

Autores

  • Kethrin Maila Weiss Universidade do Estado de Santa Catarina
  • Danielle Biazzi Leal Universidade Federal de Santa Catarina
  • Maria Alice Altenburg de Assis Universidade Federal de Santa Catarina
  • Andreia Pelegrini Universidade do Estado de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.1590/1980-0037.2016v18n5p548

Palavras-chave:

Adolescentes, Antropometria, Composição corporal, Saúde do adolescente

Resumo

 

O objetivo deste estudo foi verificar a acurácia diagnóstica do índice de massa corporal (IMC), perímetro da cintura (PerC), razão cintura estatura (RCEst) e índice de conicidade (ÍndiceC) para detectar excesso de gordura corporal (estimada por meio de dobras cutâneas) e determinar os pontos de corte dos indicadores antropométricos (IMC, PerC, RCEst e ÍndiceC) que melhor predizem o excesso de gordura corporal. Participaram do estudo 1.589 escolares (11-14 anos) da rede de ensino pública e privada de Florianópolis, SC. Foram coletadas massa corporal, estatura, PerC e dobras cutâneas (tríceps e panturrilha medial). As curvas ROC foram utilizadas para comparar o poder discriminatório do IMC, PerC, RCEst e ÍndiceC na identificação de adolescentes com excesso de gordura corporal. Todos os indicadores antropométricos, exceto o ÍndiceC para as moças, obtiveram bom desempenho na detecção do excesso de gordura corporal em ambos os sexos. Os pontos de corte para rapazes e moças, respectivamente, associados com a gordura corporal elevada foram IMC de 20,7 e 19,7kg/m², PerC de 68,7 e 65,9cm, RCEst de 0,43 e 0,41cm e ÍndiceC de 1,13 e 1,11. Todos os indicadores antropométricos, exceto o ÍndiceC para o sexo feminino, podem ser empregados em adolescentes, a partir dos pontos de corte sugeridos nessa pesquisa, na detecção de excesso de gordura corporal.

Biografia do Autor

Kethrin Maila Weiss, Universidade do Estado de Santa Catarina

Universidade do Estado de Santa Catarina

Danielle Biazzi Leal, Universidade Federal de Santa Catarina

Universidade Federal de Santa Catarina

Maria Alice Altenburg de Assis, Universidade Federal de Santa Catarina

Universidade Federal de Santa Catarina

Andreia Pelegrini, Universidade do Estado de Santa Catarina

Universidade do Estado de Santa Catarina

Downloads

Publicado

2016-12-20

Edição

Seção

Artigos Originais