Confiabilidade das medidas de demanda física, fisiológica e tática em pequenos jogos com superioridade e igualdade numérica no futebol

Autores

  • Lucas Savassi Figueiredo Universidade Federal de Minas Gerais
  • Sarah da Glória Teles Bredt Universidade Federal de Minas Gerais
  • Gibson Moreira Praça Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri http://orcid.org/0000-0001-9971-7308
  • Leandro Vinhas de Paula Universidade Federal de Minas Gerais
  • Patrick Costa Ribeiro Silva Universidade Federal de Minas Gerais
  • André Gustavo Pereira de Andrade Universidade Federal de Minas Gerais
  • Pablo Juan Greco Universidade Federal de Minas Gerais
  • Mauro Heleno Chagas Universidade Federal de Minas Gerais

DOI:

https://doi.org/10.1590/1980-0037.2016v18n5p602

Palavras-chave:

Análise de desempenho e tarefas, Confiabilidade, Futebol

Resumo

 

O objetivo do presente estudo foi investigar a confiabilidade das demandas física, fisiológica (FC) e tática em configurações de pequenos jogos (PJ) em igualdade (3x3) e superioridade numérica (4x3) no futebol. Dezoito jogadores do sexo masculino de uma equipe de futebol jogaram entre si os dois tipos de PJ, com duas séries de 4 minutos e 4 minutos de pausa entre elas. Durante os jogos, as variáveis relacionadas à demanda física (distâncias, velocidades, acelerações) e fisiológica foram registradas utilizando-se um equipamento de GPS (15hz) e um cardiofrequencímetro. Os comportamentos táticos individuais propostos pelo Sistema de Avaliação Tática no Futebol foram registrados por um avaliador partir da análise da filmagem dos jogos. A confiabilidade das medidas foi verificada considerando os valores individuais de cada atleta em cada série de PJ, por meio do coeficiente de correlação intraclasse (CCI) e do erro padrão de medida absoluto e percentual (EPM e EPM%, respectivamente). Como resultado, um maior número de variáveis relacionadas às demandas física e fisiológica apresentaram valores de CCI significativos com classificação moderada a excelente em relação às variáveis relacionadas à demanda tática. Considerando as variáveis com valores de CCI significativos em ambas as configurações de jogo, o EPM% variou entre 3,0 e 42,0% para as variáveis físicas e para a FC, e de 31,6 a 75,0% para as variáveis relativas à demanda tática. Conclui-se que diversas variáveis relacionadas às demandas física e fisiológica apresentaram confiabilidade moderada à excelente. Diferentemente, a maioria das medidas relacionadas à demanda tática não foi confiável em ambos PJ.

Biografia do Autor

Lucas Savassi Figueiredo, Universidade Federal de Minas Gerais

Universidade Federal de Minas Gerais

Sarah da Glória Teles Bredt, Universidade Federal de Minas Gerais

Universidade Federal de Minas Gerais

Gibson Moreira Praça, Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri

Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri

Leandro Vinhas de Paula, Universidade Federal de Minas Gerais

Universidade Federal de Minas Gerais

Patrick Costa Ribeiro Silva, Universidade Federal de Minas Gerais

Universidade Federal de Minas Gerais

André Gustavo Pereira de Andrade, Universidade Federal de Minas Gerais

Universidade Federal de Minas Gerais

Pablo Juan Greco, Universidade Federal de Minas Gerais

Universidade Federal de Minas Gerais

Mauro Heleno Chagas, Universidade Federal de Minas Gerais

Universidade Federal de Minas Gerais

Downloads

Publicado

2016-12-20

Edição

Seção

Artigos Originais