Exposição a simultâneos domínios do comportamento sedentário e fatores sociodemográficos associados em servidores públicos

Autores

  • Fernanda Cerveira Fronza Universidade do Estado de Santa Catarina
  • Juliane Berria Universidade Federal de Santa Catarina
  • Giseli Minatto Universidade Federal de Santa Catarina
  • Edio Luiz Petroski Universidade Federal de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.1590/1980-0037.2017v19n4p469

Resumo

 

A exposição a comportamentos sedentários pode contribuir para diversos agravos à saúde. Este estudo teve como objetivo estimar a prevalência de exposição a simultâneos domínios do comportamento sedentário e verificar que características sociodemográficas estão associadas, em servidores técnico-administrativos de uma universidade federal brasileira. Trata-se de um estudo epidemiológico transversal realizado com 623 servidores técnico-administrativos. O comportamento sedentário foi identificado por meio de questionário nos domínios: deslocamento (ativo/passivo), tempo sentado no trabalho, tempo de assistir à televisão e utilização do computador por dia (≥ três horas/dia). As variáveis sociodemográficas investigadas foram: idade, sexo e escolaridade. A prevalência de servidores que apresentaram um, dois, três e quatro comportamentos sedentários simultaneamente foi de 28,4%, 43,2%, 22,5% e 4,3%, respectivamente. As mulheres apresentaram maior chance de ter três comportamentos sedentários simultaneamente (RC: 1,61; IC95%: 1,02; 2,56). Os servidores com 9 a 11 anos de escolaridade estiveram menos expostos a dois (RC: 0,27; IC95%: 0,17; 0,44), três (RC: 0,39; IC95%: 0,23; 0,66) e quatro (RC: 0,22; IC95%: 0,07; 0,69) comportamentos sedentários simultaneamente e aqueles com 12 anos ou mais de escolaridade tiveram menor chance de ter dois (RC: 0,22; IC95%: 0,10; 0,49) e três (RC: 0,15; IC95%: 0,05; 0,46) comportamentos sedentários. Mais da metade dos servidores apresentaram comportamentos sedentários em dois domínios, durante a semana. O comportamento sedentário em mais de um domínio simultaneamente foi associado ao sexo e ao nível educacional. 

Biografia do Autor

Fernanda Cerveira Fronza, Universidade do Estado de Santa Catarina

Universidade do Estado de Santa Catarina

Juliane Berria, Universidade Federal de Santa Catarina

Universidade Federal de Santa Catarina

Giseli Minatto, Universidade Federal de Santa Catarina

Universidade Federal de Santa Catarina

Edio Luiz Petroski, Universidade Federal de Santa Catarina

Universidade Federal de Santa Catarina

Downloads

Publicado

2017-11-07

Edição

Seção

Artigos Originais