Autorreconhecimento da obesidade de idosos residentes em áreas rurais: um inquérito domiciliar

Autores

DOI:

https://doi.org/10.1590/1980-0037.2017v19n5p565

Palavras-chave:

Diagnóstico, Idoso, Índice de massa corporal, Obesidade

Resumo

A aceitação do agravo é essencial para o autocuidado, infere-se que o autorreconhecimento do idoso acerca da obesidade influencia na procura de serviços de saúde e, consequentemente no seu tratamento. Este estudo objetivou verificar o autorreconhecimento da obesidade de idosos rurais e os fatores socioeconômicos e demográficos associados. Trata de um inquérito domiciliar e transversal com 562 idosos residentes na área rural de um município do Sudoeste do Brasil. A identificação do autorreconhecimento da obesidade consistiu na concordância entre a obesidade autorreferida e o critério de diagnóstico segundo o índice de massa corporal > 27 kg/m2. Os fatores socioeconômicos e demográficos associados ao autorreconhecimento foram: sexo, faixa etária, estado conjugal, escolaridade e renda. Foram realizadas análises descritivas, coeficiente de Kappa e regressão logística (p < 0,05). O maior percentual de idosos foi de homens (53,6%), com 60–70 anos (62,6%), casados (67,8%), 4-8 anos (40,0%) de estudo e renda mensal individual de um salário mínimo (45,7%). A prevalência de obesidade de acordo com o índice de massa corporal correspondeu a 34,7% e a autorreferida 15,1%, sendo caracterizada concordância regular de acordo com o coeficiente de Kappa (k = 0,232; p < 0,001). A maioria dos idosos com obesidade não se reconheceu nesta condição (64,6%), com maiores razões de chances entre o sexo masculino em relação ao feminino (OR = 2,34; IC = 1,29-4,77). Constatou-se alta prevalência de obesidade nos idosos da zona rural, sendo que a maioria não se reconheceu nessa condição. Também foi evidenciado que particularmente os homens idosos apresentaram menor autorreconhecimento quando comparados às mulheres.

Biografia do Autor

Maycon Sousa Pegorari, Universidade Federal do Amapá

Universidade Federal do Amapá

Alisson Fernandes Bolina, Universidade de São Paulo

Universidade de São Paulo

Darlene Mara dos Santos Tavares, Universidade Federal do Triângulo Mineiro

Universidade Federal do Triângulo Mineiro

Downloads

Publicado

2017-12-08

Edição

Seção

Artigos Originais