Ambiente percebido do bairro e atividade física no lazer em adultos de Curitiba, Brasil

Autores

  • Adriano Akira Ferreira Hino Pontifícia Universidade Católica do Paraná
  • Cassiano Ricardo Rech Universidade Federal de Santa Catarina
  • Priscila Bezerra Gonçalves Pontifícia Universidade Católica do Paraná
  • Rodrigo Siqueira Reis Washington University in St Louis

DOI:

https://doi.org/10.1590/1980-0037.2017v19n5p596

Palavras-chave:

Adulto, Atividades de lazer, Atividade motora, Saúde ambiental

Resumo

Objetivou-se analisar a associação entre características percebidas do ambiente do bairro e a prática de atividades físicas (AF) no lazer e verificar o efeito moderador do gênero, faixa etária, escolaridade e tempo no trabalho/escola na relação entre a percepção do ambiente e AF no lazer em adultos. Estudo transversal com 699 adultos (53,1% mulheres), residentes em 32 setores censitários com diferentes características ambientais em Curitiba (walkability e renda). As características percebidas do ambiente do bairro foram avaliadas pela versão em português do Neighborhood Environment Walkability Scale-Abbreviated (A-NEWS). A AF no lazer foi avaliada pelo IPAQ longo e a caminhada foi analisada separadamente da prática de atividades físicas moderadas à vigorosas (AFMV). A classificação da AF no lazer considerou as pessoas que “realizam” ≥10 minutos/semana e ainda aquelas realizam ≥150 minutos/semana de caminhadas ou AFMV. As associações foram testadas com um modelo logístico binário multinível. Após ajuste para as potenciais variáveis de confundimento, observou-se que melhor percepção de estética foi associada a maior chance de adultos caminharem ≥10 minutos/semana no lazer. Além disto, maior percepção de acesso a espaços públicos de lazer foi associado a maior chance dos adultos realizarem ≥10 minutos/semana e ≥150 minutos/semana de AFMV. As associações entre acesso a espaços públicos de lazer com caminhada e AFMV foram mais fortes entre mulheres e adultos mais jovens. Conclui-se que melhor percepção da estética do bairro foi associada à prática da caminhada e o acesso a espaços públicos com a prática de AFMV.

Biografia do Autor

Adriano Akira Ferreira Hino, Pontifícia Universidade Católica do Paraná

Pontifícia Universidade Católica do Paraná

Cassiano Ricardo Rech, Universidade Federal de Santa Catarina

Universidade Federal de Santa Catarina

Priscila Bezerra Gonçalves, Pontifícia Universidade Católica do Paraná

Pontifícia Universidade Católica do Paraná

Rodrigo Siqueira Reis, Washington University in St Louis

Washington University in St Louis

Downloads

Publicado

2017-12-08

Edição

Seção

Artigos Originais