Perímetro do pescoço: discriminador de obesidade em idosas praticantes de atividade física

Autores

  • Daniel Rogério Petreça Universidade do Estado de Santa Catarina
  • Enaiane Cristina Menezes Universidade do Estado de Santa Catarina
  • Paula Fabricio Sandreschi Universidade do Estado de Santa Catarina
  • Felipe Fank Universidade do Estado de Santa Catarina
  • Giovana Zarpellon Mazo Universidade do Estado de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.1590/1980-0037.2017v19n6p710

Palavras-chave:

Antropometria, Atividade motora, Curva ROC, Obesidade, Pescoço

Resumo

Objetivou-se analisar o perímetro de pescoço (PPescoço) como um método discriminador de sobrepeso e obesidade e estabelecer pontos de corte para idosas praticantes de atividade física. A amostra foi composta por 170 idosas (69,5 ± 6,8 anos) praticantes de atividade física. Foram realizadas medidas antropométricas de massa corporal, estatura, perímetro de cintura (PCintura) e do pescoço (PPescoço). Também foi calculado o índice de massa corporal (IMC) e realizada a estatística correlacional e curvas ROC. O PPescoço correlacionou significativamente com o IMC (rho = 0,656; p<0,0001) e com o PCintura (r = 0,561; p<0,0001). Ao relacionar IMC com PPescoço, obteve-se valores para área da curva ROC de 0,819 (p=0,0001) para sobrepeso e 0,902 (p=0,0001) para obesidade, além de pontos de corte sugeridos de 33,07 cm e 34,05 cm, respectivamente. Ao relacionar PCintura com o PPEscoço, obteve-se valores para área curva ROC de 0,711 (p=0,0014) para risco moderado (PCintura) e 0,864 (p=0,0001) para alto risco, além de pontos de corte sugeridos de 32,15 cm e 34,15, respectivamente. O PPescoço apresentou relação com o IMC e o PCintura. O PPescoço ≥34cm apresentou-se ser o valor de risco para obesidade e distribuição de composição corporal em idosas deste estudo. Essa medida antropométrica é uma alternativa para discriminar o sobrepeso e obesidade de idosas praticantes de atividade física.

Biografia do Autor

Daniel Rogério Petreça, Universidade do Estado de Santa Catarina

Universidade do Estado de Santa Catarina

Enaiane Cristina Menezes, Universidade do Estado de Santa Catarina

Universidade do Estado de Santa Catarina

Paula Fabricio Sandreschi, Universidade do Estado de Santa Catarina

Universidade do Estado de Santa Catarina

Felipe Fank, Universidade do Estado de Santa Catarina

Universidade do Estado de Santa Catarina

Giovana Zarpellon Mazo, Universidade do Estado de Santa Catarina

Universidade do Estado de Santa Catarina

Downloads

Publicado

2017-12-29

Edição

Seção

Artigos Originais