Relação entre a força propulsiva da braçada, composição corporal e indicadores de força muscular isocinética em surfistas

Autores

  • Sidarta Oliveira Geber Universidade de Pernambuco
  • Bruno Remígio Cavalcante Universidade de Pernambuco
  • Antonio Henrique Germano-Soares Universidade de Pernambuco
  • Raysa Catarina Cavalcante Figueiredo Montes Universidade de Pernambuco
  • Arthur Henrique Oliveira Silva Universidade de Pernambuco
  • Túlio Samuelson Martins Veloso Universidade de Pernambuco
  • José Raphael Leandro da Costa Silva Universidade de Pernambuco
  • Marcos André Moura Santos Universidade de Pernambuco

DOI:

https://doi.org/10.1590/1980-0037.2018v20n3p342

Palavras-chave:

Antropometria, Aptidão física, Membros superiores, Tamanho corporal

Resumo

Objetivou-se avaliar a potencial relação entre a composição corporal (percentual de gordura (% gord.), massa gorda e massa magra), função muscular (i.e., músculos; deltoide anterior, deltoide lateral, peitoral maior e redondo maior) e a força propulsiva da braçada (FPB). Dezesseis surfistas competitivos (29,1 ± 7,3 anos, 1,72 ± 0,06 m, 74,2 ± 1,4 kg) tiveram a altura, massa corporal, composição corporal (dual-energy-DXA), função muscular e FPB avaliados. O coeficiente de correlação de Pearson foi empregado para avaliar a relação entre todas as variáveis. Foram observadas relações inversas entre a FPB e os parâmetros isocinéticos a 60°/s: rotação externa (pico de torque: r = -0,71; p = 0,014; trabalho total: r = -0,75; p = 0,007; potência: r = -0,72; p = 0,011) e rotação interna (pico de torque: r = -0,61; p = 0,045; trabalho total= r = -0,73; p = 0,010; potência: r = -0,61; p = 0,045) e 300o/s: rotação externa (pico de torque: r = -0,79; p = 0,003; trabalho total: r = -0,84; p<0,001; potência: r = -0,81; p = 0,002) e rotação interna (pico de torque: r = -0,69; p = 0,017; trabalho total: r = -0,72; p = 0,011; potencia: r = -0,69; p = 0,017). Não foram observadas correlações significativas entre os componentes da composição corporal e a FPB (p>0,05). Embora as correlações não impliquem em causa e efeito, a FPB não está correlacionada com a composição corporal em surfistas e estas relações são inversas com os parâmetros da função muscular.

Biografia do Autor

Sidarta Oliveira Geber, Universidade de Pernambuco

Universidade de Pernambuco

Bruno Remígio Cavalcante, Universidade de Pernambuco

Universidade de Pernambuco

Antonio Henrique Germano-Soares, Universidade de Pernambuco

Universidade de Pernambuco

Raysa Catarina Cavalcante Figueiredo Montes, Universidade de Pernambuco

Universidade de Pernambuco

Arthur Henrique Oliveira Silva, Universidade de Pernambuco

Universidade de Pernambuco

Túlio Samuelson Martins Veloso, Universidade de Pernambuco

Universidade de Pernambuco

José Raphael Leandro da Costa Silva, Universidade de Pernambuco

Universidade de Pernambuco

Marcos André Moura Santos, Universidade de Pernambuco

Universidade de Pernambuco

Downloads

Publicado

2018-06-20

Edição

Seção

Artigos Originais