Relação entre estado nutricional e força de preensão manual em idosos do município de São Paulo, Brasil: Dados da Pesquisa SABE

Autores

  • Aline Rodrigues Barbosa Núcleo de Estudos em Atividade Física e Saúde. Departamento de Saúde. Univer
  • José M P Souza Departamento de Epidemiologia. Faculdade de Saúde Pública. Universidade de Sã
  • Maria L Lebrão Departamento de Epidemiologia. Faculdade de Saúde Pública. Universidade de Sã
  • Maria de Fátima N Marucci Departamento de Nutrição - Faculdade de Saúde Pública - Universidade de São

DOI:

https://doi.org/10.1590/%25x

Palavras-chave:

Envelhecimento, Índice de massa corporal, Força manual, Aging, Body mass index, Hand strength

Resumo

O objetivo do estudo foi avaliar a relação do estado nutricional (EN) com a força de preensão manual (FPM) em idosos, do município de São Paulo, Brasil. Estudo epidemiológico transversal, de base populacional e domiciliar, parte de estudo multicêntrico (Pesquisa SABE), coordenado pela Organização Pan-Americana de Saúde. A Pesquisa SABE abrangeu 2143 idosos (> 60 anos), de ambos os sexos, no período de janeiro/2000 a março/2001, selecionados por amostragem probabilística; sendo que 1894 (88,4%), participaram deste estudo. O EN foi verificado pelo Índice de Massa Corporal (IMC) e Área Muscular do Braço (AMB), variáveis independentes. A FPM (variável dependente) foi verificada por meio de dinamômetro. Foram feitas análises de regressão linear (simples) para homens e mulheres, segundo grupo etário (60-64, 65-69, 70-74, 75-79 e ³ 80 anos). As mulheres apresentaram valores médios de IMC (kg/m2) superiores e AMB (cm2) e FPM (kg) inferiores aos dos homens. Ambos os sexos mostraram redução significativa do IMC, AMB e FPM com a idade. A FPM foi positivamente correlacionada com o IMC (r = 0,135, em mulheres e r = 0,287, em homens) e AMB (r = 0,149, em mulheres e r = 0,421 , em homens). Nas análises por grupo etário observou-se correlação entre FPM e : IMC para homens ( e” 70 anos); AMB para homens (todos os grupos etários) e mulheres (e” 80 anos). Os resultados permitem concluir que existe uma relação linear entre estado nutricional e força de preensão manual é específica ao sexo, grupo etário e indicador nutricional.

Biografia do Autor

Aline Rodrigues Barbosa, Núcleo de Estudos em Atividade Física e Saúde. Departamento de Saúde. Univer

José M P Souza, Departamento de Epidemiologia. Faculdade de Saúde Pública. Universidade de Sã

Maria L Lebrão, Departamento de Epidemiologia. Faculdade de Saúde Pública. Universidade de Sã

Maria de Fátima N Marucci, Departamento de Nutrição - Faculdade de Saúde Pública - Universidade de São

Downloads

Publicado

2006-06-12

Edição

Seção

Artigos Originais