Diagnóstico da aptidão física relacionada à saúde em trabalhadores de escritório da Universidade Federal de Viçosa

Autores

  • Cristiano Diniz da Silva Bacharel e Licenciado em Educação Física/U.F.V.
  • José de Fátima Juvêncio Professor Adjunto da U.F.V. Laboratório de Ergonomia e Ginástica Laboral Depar

DOI:

https://doi.org/10.1590/%25x

Palavras-chave:

Aptidão física, L.E.R./D.O.R.T., Fatores humanos <p> Fitness, Human factors

Resumo

As exigências comportamentais e as particularidades das atividades desenvolvidas pelos funcionários de alguns setores caracterizados como escritórios da Universidade Federal de Viçosa podem estar potencializando uma série de fatores negativos para a saúde destes. A interface com o computador e a característica da tarefa levam a uma forte exigência física e também cognitiva, que aliadas a outros fatores poderá propiciar o surgimento e/ou agravamento de “lesões por esforço repetitivo” e/ou “distúrbios osteomusculares relacionados ao trabalho” (L.E.R./D.O.R.T). Este estudo buscou diagnosticar a situação destes trabalhadores com relação a Fatores Humanos Gerais (FHG) e o nível de Aptidão Física Relacionada à Saúde (AFRS) nos componentes: cardiorrespiratório; flexibilidade; força e percentual de gordura corporal. A amostra foi composta por 46 profissionais. Nos FHG, em ambos os sexos, as variáveis de maior significância foram: “percepção postural”; “sensação de dores localizadas e as de conseqüência de algum movimento ou tarefa” na região das costas, ombros e braços. Referindo-se a AFRS, ambos os sexos apresentaram níveis “insatisfatórios” para a saúde na “flexibilidade tronco-quadril” e uma grande parcela de homens classificou-se em “abaixo da média” no teste de “flexão/extensão de cotovelos”, fatores predisponentes para L.E.R./D.O.R.T. Grande parcela deles ainda apresentou o percentual de gordura corporal como “elevada” (25,0%) ou mesmo “obeso” (14,2%). Em termos gerais da AFRS devem ser feitas intervenções, tais como programas de atividade física e/ou esportivas para esta classe de funcionários nesta instituição de ensino superior. Sugere-se ações nas atividades de lazer, onde foi constatado que 39,2% dos homens e 44,4% das mulheres tem na televisão sua principal atividade de lazer.

Biografia do Autor

Cristiano Diniz da Silva, Bacharel e Licenciado em Educação Física/U.F.V.

Mais informações:
Currículo Lattes

José de Fátima Juvêncio, Professor Adjunto da U.F.V. Laboratório de Ergonomia e Ginástica Laboral Depar

Mais informações:
Currículo Lattes

Downloads

Publicado

2004-05-24

Edição

Seção

Artigos Originais