Concordância de questionários de atividade física com a aptidão cardiorrespiratória

Autores

  • Maria Fatima Glaner Universidade Católica de Brasília

DOI:

https://doi.org/10.1590/%25x

Palavras-chave:

Validade dos testes, Atividade física, Aptidão física, Métodos, Questionário. <p> Validity of tests, physical activity, physical fi tness, methods, questionnaire.

Resumo

Muitos benefícios à saúde são associados ao nível de atividade física (NAF), mas não existem medidas padronizadas para tal e, comparações e monitorações são difíceis. O propósito deste estudo foi verifi car a concordância do Questionário Internacional para Atividades Físicas (IPAQ – curto) e do Questionário de Atividades Físicas Habituais (QAFH) com a aptidão cardiorrespiratória (VO2max), para classifi car homens e mulheres jovens, com níveis de atividade física (NAF) recomendado, ou não, para a saúde. A amostra foi de conveniência composta por 105 adultos jovens (n= 34 homens; n=43 homens estudantes de Educação Física (EEF); n= 28 mulheres EFF). Os questionários foram auto-administrados nas mesmas condições. O VO2max foi obtido pelo teste de Cooper (corrida de 12 min). Os sujeitos foram classifi cados com NAF e VO2max recomendados, ou não, para a saúde. Para classifi car aqueles sujeitos com VO2max recomendado, os pontos de corte foram ≥44 ml/kg/min-1 (homens) e ≥33 ml/kg/min-1 (mulheres). A concordância foi acessada, usando uma tabela de contingência (2x2). O percentual de concordância oscilou de 51,10% a 64,70% para o QAFH e foi de 47,06% para o IPAQ. A concordância foi maior para o QAFH do que para o IPAQ. As mulheres tiveram seu NAF superestimado pelo QAFH e, os homens tiveram seu NAF subestimado pelos dois questionários. Os resultados deste estudo sugerem que o QAFH tende a ser mais acurado do que o IPAQ.

Biografia do Autor

Maria Fatima Glaner, Universidade Católica de Brasília

Mais informações:
Currículo Lattes

Downloads

Publicado

2007-03-30

Edição

Seção

Artigos Originais