A família no centro das disputas políticas nos Estados Unidos

Autores

DOI:

https://doi.org/10.1590/%25x

Resumo

O livro Family values: between neoliberalism and the new social conservatism, escrito por Melinda Cooper, e publicado em 2017 pela editora Zone Books, discute a centralidade da família na união entre neoconservadores e neoliberais no contexto estadunidense a partir dos anos 1970. Na obra, a autora aborda a crise de estagflação que atingiu os Estados Unidos (EUA) e argumenta que a família é central para a formação da ordem capitalista pós-keynesiana assim como para o Estado de bem-estar capitalista. Family values possui relevância não só porque traz uma análise complexa e detalhada do que ocorreu nos EUA, mas também porque fornece elementos para a compreensão da convergência entre as racionalidades neoliberal e neoconservadora – fenômeno que parece cada vez mais atual.

Biografia do Autor

Rayani Mariano dos Santos, Universidade de Brasília

Doutoranda em Ciência Política na UnB. Mestra em Ciência Política na UnB. Graduada em Jornalismo na UFSC.

Referências

BROWN, Wendy. “American Nightmare: Neoliberalism, Neoconservatism and De- Democratization”. Political Theory, v. 34, n. 6, p. 690-714, dez. 2006.

BROWN, Wendy. In the ruins of neoliberalism: the rise of antidemocratic politics in the west. New York: Columbia University Press, 2019.

COOPER, Melinda. Family values: between neoliberalism and the new social conservatism. New York: Zone Books, 2017.

PIKETTY, Thomas; SAEZ, Emmanuel. “Inequality in the long run”. Science, v. 344, p. 838-843, 2014.

Downloads

Publicado

2020-09-16

Edição

Seção

Resenhas