Desafios da linguagem no diálogo dos estudos feministas com os movimentos sociais

Ana Alice Alcantara Costa, Clarice Costa Pinheiro

Resumo


O texto analisa a importância da linguagem na tradução do conhecimento produzidona área dos estudos feministas e relações de gênero tendo em vista a assimilação dessesconteúdos por parte de públicos distintos nos processos de formação, em especial, aquelessetores que não dominam a linguagem acadêmica. Nessa perspectiva, busca-se analisar duasvertentes da linha editorial do Núcleo de Estudos Interdisciplinares sobre a Mulher – NEIM/UFBa:de um lado, a Coleção Bahianas, editada nos cânones da “liturgia acadêmica” e, do outro, ochamado “material educativo”, sustentáculo da atividade de extensão em que o eixo norteadoré o “se fazer entender”.


Palavras-chave


Produção de Conhecimento; Estudos Feministas; Tradução; Linguagem

Texto completo:

PDF


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 Licença Creative Commons
A Revista Estudos Feministas está sob a licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

 

Rev. Estud. Fem., ISSN 1806-9584, Florianópolis, Brasil.