Gênero e feminismo no Brasil uma análise da Re3vista Estudos Feministas

Autores

  • Debora Diniz Universidade de Brasília
  • Paula Foltran ANIS: Instituto de Bioética, Direitos Humanos e Gênero

DOI:

https://doi.org/10.1590/S0104-026X2004000300026

Palavras-chave:

gênero, feminismo, Revista Estudos Feministas

Resumo

A Revista Estudos Feministas (REF) é uma das mais importantes publicações sobre gênero e feminismo no Brasil. Este artigo descreve o perfil das autoras e dos temas dos artigos publicados na REF de 1992 até 2002. Foram analisados os títulos, os resumos e as palavras-chaves dos artigos avulsos e os temas dos dossiês, em um total de 20 editoriais, 105 artigos avulsos e 20 dossiês. A classificação e indexação temática do material seguiram o vocabulário controlado do “Tesauro para Estudos de Gênero e sobre Mulheres”, da Fundação Carlos Chagas. Os resultados da análise mostram que 95% das autoras são mulheres e que 54% são oriundos das Ciências Sociais. Há artigos em todas as áreas temáticas previstas no Tesauro, exceto em “Ciência e Tecnologia” e “Educação”, havendo uma concentração de publicações nas áreas temáticas “Ciências Sociais e Cultura” (26%), “Linguagem, Literatura, Religião e Filosofia” (17%) e “História e Mudança Social” (17%). Os assuntos mais discutidos foram nesta ordem: divisão sexual do trabalho, análise literária, reprodução e teoria feminista. A análise mostra ainda que o trabalho de pesquisa em gênero e feminismo é solitário, havendo poucos artigos em co-autoria (12%) e a metodologia de pesquisa preferencial é a qualitativa, em 92%. A freqüência com que a mesma autora publica na REF é bastante baixa, havendo uma alta rotatividade de autoras.. A expectativa é que os resultados desta análise facilitem a definição de prioridades temáticas, favoreçam a criação de estratégias de pesquisa em áreas pouco exploradas, cooperando para a consolidação do trabalho educativo e político da revista, o que fortalecerá os estudos e pesquisas em gênero e feminismo no Brasil.

Downloads

Publicado

2004-01-01

Edição

Seção

Múltiplos olhares sobre a REF