Recepção de Grande Sertão: Veredas na Catalunha: uma crônica

Autores

  • Francisco Calvo del Olmo Universidade Federal de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.5007/1980-4237.2011n9p206

Palavras-chave:

Catalão, Guimarães Rosa, Recepção, Grande Sertão, Tradução

Resumo

O objetivo do presente trabalho é o de avaliar a recepção da tradução catalã do romance Grande Sertão: Veredas (1956), de Guimarães Rosa, realizada por Xavier Pàmies e publicada pela editora Edicions 62 em 1990. Anteriormente, na Catalunha, havia sido divulgada a obra rosiana a partir da tradução em espanhol de Ángel Crespo, publicada em 1967 pela editora Seix Barral com sede em Barcelona. Assim, examinamos o impacto daquela primeira tradução no conjunto dos países hispano-falantes, no que se inclui a Catalunha integrada no Estado espanhol. Em seguida, apresentamos o tradutor, Xavier Pàmies, e o contexto sócio cultural em que apareceu a tradução para o catalão tentando assim elucidar a difusão que teve na comunidade leitora e intelectual de fala catalã. Por fim, fazemos uma reflexão sobre os termos sertão e veredas, chaves que conformam o enigma do título, mas que apresentam grandes dificuldades para a sua adaptação no âmbito das línguas ibéricas, tanto para o catalão quanto para o espanhol.

Biografia do Autor

Francisco Calvo del Olmo, Universidade Federal de Santa Catarina

Possui graduação pela Universidad Complutense de Madrid (2009) . Tem experiência na área de Lingüística , com ênfase em Sociolingüística e Dialetologia.

Downloads

Publicado

2011-01-01

Edição

Seção

Artigos / Articles